O que ou quem foi Majora? Muito é discutido em fóruns e comunidades sobre a origem da máscara sinistra, mas a verdade é que temos pouquíssimas informações. As únicas informações que temos sobre ela no jogo todo é dado pelo Mercador de Máscaras. Ele diz, assim que você recupera a Ocarina e consegue a Deku Mask, que Majora era uma máscara usada em rituais de bruxaria (hexing rituals, traduzindo livremente, pode ser também entendido como feitiçaria ou para causar azar) por um povo antigo. Já li interpretações em fóruns dizendo que na verdade Majora seria um bruxo ou algo do tipo, mas não é, segundo o jogo. Majora foi aprisionada nas trevas (aprisioned in the dark) pelos feiticeiros antigos. Eventualmente ela foi recuperada pelo mercador de máscaras, e é aí que o destino dele e de Skull Kid se cruzam. A máscara parece ter um efeito semelhante ao do Um Anel de Senhor dos Anéis. Ela seduz a pessoa, fazendo dela prisioneira, e se livra quando não é mais necessária.

O Skull Kid de Majora’s Mask é o mesmo que você encontra na primeira sala a esquerda de Lost Woods em Oot. Isso é provado pelo fato de, no final do jogo, ele reconhecer Link como “o garoto fada que o ensinou aquela música (Saria’s Song) na floresta”. Muita gente se pergunta, como aquele bichinho simpático vira uma ameaça à uma terra inteira? Na realidade a história de Skull Kid em Termina é muito mais antiga. Quando você consegue a All Night Mask e conversa com a avó de Anju na pousada da cidade, ela te conta a história dos 4 gigantes. Antigamente todos os povos (Dekus, Gorons, Zoras e Humanos) viviam juntos onde seria erguido a Clock Tower Town, e os gigantes viviam com eles. Os gigantes, no dia do Festival, decidem ir embora. Um diabrete (imp, traduzido livremente como diabrete, é como uma criatura mitológica mas não malvada, mas traiçoeira e brincalhona) que era amigo dos gigantes ficou muito triste e chateado que eles foram embora. Ele começou então a causar o caos entre as pessoas, que chamaram os gigantes de volta, e estes ameaçaram Skull Kid e o baniram de Termina.

Esse diabrete é Skull Kid. Algumas coisas indicam para isso. A imagem durante a história que a avó de Anju conta, mostra o imp com um chapéu muito semelhante ao dele, e também, no fim do jogo ele pergunta aos gigantes se eles ainda eram amigos. Não há uma data precisa, mas pressupõe que isso aconteceu há muito tempo, mostrando que provavelmente, assim como os Kokiri, os imps não envelhecem. Skull Kid gostava de pregar peças nas pessoas, e por isso ele tinha poucos amigos. As fadas Tael e Tatl são os únicos que continuaram com ele.

O mercador de máscaras é também o mesmo mercador de máscaras que trabalha no Market perto do Hyrule Castle em OoT. Interessante notar que ele some quando você vira adulto (provavelmente indo parar em Termina atrás de Skull Kid em alguma linha do tempo paralela). Ele, enquanto procurava máscaras raras em Termina foi desacordado por Skull Kid e as duas fadas. Skull Kid não é exatamente um ladrão, ele simplesmente não tinha noção exata do que estava fazendo e suas brincadeiras tendiam a sair do controle. Ele rouba a Majora Mask (na verdade não fica claro se a máscara que o seduz, porque ele fica a osbervando por um bom tempo) e o Mercador de máscaras então pede ajuda a Link para recuperar a preciosa máscara para ele, em troca ele o transformaria de volta em humano.

No fim do jogo, ele diz que o mal foi removido da máscara. Ele fala sobre pessoas queridas partindo, mas diz que um partir não necessariamente é para sempre, mas sim o quanto você fizer dele. É tanto uma lição para o Skull Kid, que ficou triste quando seus amigos gigantes foram embora e também para Link, que caiu naquele mundo enquanto procurava Navi.

No próximo artigo falarei sobre os Gigantes e a Lua! Até segunda que vem!

Paolo Cezar

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

15 Comentario(s)

  • espantalho555 5 anos atrs

    Caraca! nunca tinha dado muito valor para o Majora's Mask. Mas depois desse texto fiquei mais interessado nele

    Tudo bem que eu já joguei o Majora, mas isso quando eu tinha uns 13 anos e nem ligava praquela história. Muito bom esse texto. Espero ansioso para o próximo :)

    • paolocezar 5 anos atrs

      Justamente era um dos meus objetivo, fazer com que as pessoas se interessassem e fossem atrás do jogo novamente! Sobre as imagens, eu mandei o texto para o Diego somente com o texto, posso falar pra ele por algumas fotos do jogo, seria legal mesmo. Obrigado, cara!

  • espantalho555 5 anos atrs

    Dica: no próximo texto tenta ilustrar com imagens, principalmente dos personagens que você está falando, assim dá pra lembrar quem era ou saber como era o personagem falado.

    Além de também da uma quebrada no texto e não ficar muito chato pra ler. blz?

  • xalassa 5 anos atrs

    ótimo texto. Esse lance de teorias é legal demais de ler. Continue postando textos semelhantes sobre zelda e outras franquias!
    Também apoio o lance das imagens!

  • Drugue 5 anos atrs

    Parabéns cara! Parabéns mesmo!
    Mas uma vez você conseguiu trazer toda a magia de Zelda de maneira a deixar tudo ainda mais lendário e filosófico.
    Estou curtindo muito essa série de textos, mal posso esperar pelo próximo…

  • Muito bom! Como prometido aqui estou comentando de novo!

    Assim como muitos de nós joguei Majora a primeira vez na pré-adolescência mas por ter jogado e re-jogado muitas vezes fui absorvendo essa história que é rica e cheia de conexões legais.

    Gostei muito dessa apresentação mostrando as ligações com o OoT e a abordagem mostrando que nada é definitivo e sim conclusivo dado as informações que o jogo passa. Muitos fanboys tendem a dizer conclusivamente quando chegam a uma conclusão durante o jogo, mas temos que ir com calma. Principalmente quando se fala em universos paralelos XD~~

    Quanto aos poderes da Majora é difícil saber o que ela realmente é capaz. Mas a comparação com O Anel é muito boa, vide a insanidade e obsessão que o vendedor de mascaras demonstra. E como ela parece ser auto-suficiente depois de um período longo com o Skull Kid.

    Não sei se vou spoilar sua discussão mas sempre me peguei refletindo como um Vendedor (mais para colecionador) cai em um mundo onde todos tem uma certa ligação com mascarás. Claro que pode ser só o tema do jogo, mas sempre gostei de pensar que aquela realidade é fruto da própria Majora ao pertencer ao Vendedor mesmo sendo dito que ele a achou em Termina. Só uma viagem minha.

    No aguardo da próxima!

    • paolocezar 5 anos atrs

      Não spoilou, eu realmente não tinha pensado nisso. Termina seria uma realidade moldada pelo poder de Majora. Tipo, se Majora fosse uma isca de peixe e fosse um vendedor de isca de peixes, todos em Termina teriam iscas de peixes! Hahahaha. Realmente, o fato de tudo se ligar com máscaras tem mais ligação com a parte da jogabilidade do que da história. Na verdade as máscaras são signos das coisas e das pessoas em Termina. A Wedding Mask simboliza o amor, a Keaton Mask simboliza sagacidade, e as três principais (Deku, Goron e Zora) todo o pesar e dor dos personagens que as entregam pra Link, e assim por diante. Elas tem valor somente se alguém dá esse valor a ela. Não são vendidas ou trocadas, o valor está em quem as teve e deu as para Link.

  • inominavel 5 anos atrs

    Um excelente texto essa continuação, estou no aguardo de mais, e espero que realmente continue escrevendo, essas análises assim mais profundas dos jogos são uma das coisas que mais gosto de ler, agente mergulha mais fundo no universo do jogo com textos assim, congratulations man! Eu sendo um grande fã de ZELDA, estou adorando ler os textos, são três as franquias que sou FÃ mesmo, que são Zelda,Meta Gear e Mass Effect, nessa ordem mesmo!

  • lucasbronze 5 anos atrs

    Cada vez que leio essa Bonus Content tenho vontade de voltar correndo pro velho pc e continuar meu save de Majora`s. Nunca terminei esse jogo, mas eu tinha um feeling muito único enquanto jogava. Não sei porque motivo eu parei de jogar, acho que porque coincidiu com a época que comprei meu 360.
    Eu já conheço a história, e é um dos motivos de eu ainda querer jogar. OoT é um dos jogos da minha vida, e ler sua coluna está me fazendo ficar com saudade da série. lol Acho que vou ter que dar uma fuçada pra ver se acho um emulador de 64 pra mac.
    No mais, parabéns pelo ótimo trabalho. =D

  • eu jogava N64 na casa de um amigo que eu ia todo dia.
    na epoca os jogos que mais jogavamos era o 007, mario kart e zelda, ai quando lançou esse majoras mask eu fiquei maluco, pois achava que era uma continuação do ocarine, mas não foi bem assim, acabou que o jogo meio que me decepcionou principalmente pela mecanica das mascaras, mas talvez hoje em dia ele fosse mais bem recebido por mim

  • Rodrigo_T 5 anos atrs

    Essa coluna sempre me traz otimas lembranças… Me pergunto se o fato de eu ter abandonado zelda depois da geraçao N64 se deve ao fato de eu ter amadurecido ou ao fato da tematica dos novos jogos ter se tornado repetitiva.
    E pqp que vontade de jogar majoras again.

  • Bruno 2 anos atrs

    Cara majora e um monstrao que protegia ruinas dançou 3 dias porque um homem muito parecido com link adulto foi la ve no manga aproposito skull kid era amigo deles ele ficou com raiva porque partiram