Mais uma semana, mais um Tô jogando aqui no Fênix Down! A coluna onde você, leitor, pode participar!

Nessa semana recebemos um review do nosso colaborador Bruno Isidro também conhecido como Espantalho555 que nos detalha a campanha solo de Halo:Reach, último Halo desenvolvido pelas mãos da Bungie e serve de prequel para a principal história de Halo. E não esqueça de enviar o seu review pra gente colocar aqui no Tô Jogando!

Game: Halo:Reach
Plataforma: Xbox 360
Player: Bruno Isidro

Para enviar seu conteúdo, comentários, sugestões, críticas ou elogios mande um e-mail para contato@fenixdown.com.br.

Quando se fala em Halo, muitas pessoas (e muitas pessoas mesmo!) logo pensam nos modos multiplayer da série. Não há como negar que esse é um dos principais chamativos do jogo e é por isso que ele vende bem. Porém, por esse fato, muitos jogadores deixam de desfrutar suas campanhas single player tão envolventes e tão boas quanto as partidas on-line. Pensando nisso, esse review de Halo: Reach é exatamente sobre a campanha solo, mostrando que por debaixo dos capacetes dos Spartans também existem muitas histórias pra contar.

Na tentativa em dar um foque maior na campanha, a Bungie - em seu último trabalho na franquia que a consagrou – nos mostra os últimos momentos do Planeta Reach, uma colônia humana que está sendo invadida pelos Covenants. Como o mais novo membro do Noble Team – um grupo de Spartans especializado em missões de alto risco – o jogador (um Spartan III, diferente de Master Chief – que é Spartan II) passará por vários locias do planeta na tentativa de conter a eminente derrota. Por sabermos que a batalha pela colônia será perdida, há sempre um ar de dramaticidade ao longo do game, com vários companheiros se sacrificando para defender um local fadado a cair. Nesse sentido, as vezes bem sucedida e outras vezes nem tanto, o jogo tenta fazer você se importar com os personagagnes e com a história contada, mostrando um pouco do relacionamento dos integrantes da equipe enquanto presencia os eventos que levaram a nave Pillar of Autumn a conseguir escapar do planeta, na cena que é mostrada no começo do primeiro Halo.

Talvez por causa dos eventos contados em Halo: Reach serem diretamente anteriores a Halo: Combate Evolved do Xbox original, os criadores voltaram com muitas características presentes no primeiro game e que fazia falta nos últimos jogos, como a presença maior das unidades da UNSC, auxiliando no combate, e com os mapas das fases bem abertos, com certos momentos de exploração dentro delas. Uma “volta às origens”. Aliado à jogabilidade já marcante e precisa da série, faz de Halo: Reach um dos melhores games da série (talvez só perdendo para Halo 2)

E o que tem de novidade? Bom, além de dirigir veículos terrestres, os Spartans de Halo: Reach agora também alcançam os céus (ou nesse caso, o espaço) com algumas curtas, mas divertidas fases pilotandos naves e destruindos os covenants pela órbita do planeta, tudo bem ao estilo Star Wars. Fora isso, ao escolher o seu personagem, o jogador pode alterá-lo como quiser, escolhendo o sexo, tipo de capacete e algun outros equipamentos que servem como upgrades para a armadura. Porém, para comprar essas peças há pré-requisitos que o jogador precissa fazer no jogo, como subir de patente militar conforme o progresso da campanha que nada mais é que um tipo de ranking que também é usado no multiplayer.

Pode-se dizer que Halo: Reach é um jogo “mais do mesmo”, porém um mais do mesmo feito com muita qualidade, por isso, se você nunca gostou da série, não é agora que vai mudar de ideia. Já para os fãs, essa é a última oportunidade de jogar um Halo feito pelos seus criados, deixando uma responsabilidade enorme para quem assumir a franquia e talvez um futurao tão amedrontador quanto aquele que a população de Reach teve. Vamos esperar então que alguns “Nobres Spartans” consigam se sair bem da próxima vez.

Pior host do mundo, criou o Fênix Down para continuar falando de games. Mas sua mania compulsiva acabou criando mais colunas do que ele aguenta.

Facebook Twitter YouTube 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

35 Comentario(s)

  • Anselmo "Cí-Joga" 5 anos atrs

    Excelente post Diego. Mas só discordo em um ponto. Quando você diz: "se você nunca gostou da série, não é agora que vai mudar de ideia".

    Eu sempre fui daqueles que diz: "Vocês superestimam esse jogo, ele não tem nada de mais.".

    Eu joguei o Halo 3 e o Halo odst e não curti(Inclusive eu parei de jogar o Odst perto do final, porque não estava curtindo).

    Quando saiu o Reach eu resolvi dar uma chance. Pra minha grata surpresa, hoje o Halo: Reach é um dos meus games preferidos dessa geração. Fazendo até com que eu revisitasse os games mais antigos e os visse com outros olhos.

    • Anselmo "Cí-Joga" 5 anos atrs

      Ps: Uma das coisas que me fez dar uma chance para o Halo Reach(e comprá-lo original, enquanto ainda estava bem caro), foi o cast sobre Halo do falecido NL, do qual vc fez parte. E por isso devo-lhe meu muito obrigado.

      • diegogc 5 anos atrs

        legal cara! Eu tb adorei aquele cast. Eu sou muito fã da franquia, joguei todos até hj e adorei o Halo:Reach!

    • diegogc 5 anos atrs

      O review não é meu. É a opinião do Bruno Izidro. A coluna recebe reviews da comunidade que acessa o site e eu só reviso e posto, mantendo a opinião da pessoa que escreveu. Brigue com ele! Alias, mande um review tb quando puder =)

    • diegogc 5 anos atrs

      Eu concordo que o Halo ODST nao é tao legal. O que mais curti foi o 3, seguindo quase colado pelo Reach =)

      • espantalho555 5 anos atrs

        Valeu pelo elogio "cí-joga" (mesmo que não tenha sido diretamente pra mim, heheheh)

        Quando falo isso eu quero dizer que a jogabilidade de Halo continua a mesma desde quando começou, sem nsnhuma novidade mais profunda. Claro que Heach tem algumas coisas a mais, porém, na essência, continua o mesmo.
        Se você deu mais uma change e gostou, que ótimo. Tb já aconteceu comigo :)

        • Anselmo "Cí-Joga" 5 anos atrs

          Desculpa cara, eu só tinha olhado quem tinha postado(na barra laranja). Mas os elogios foram pra quem escreveu. Então Sinta-se elogiado. ;)

          • Anselmo "Cí-Joga" 5 anos atrs

            PS: Pode deixar que assim que puder eu mando um review!!

  • Dinopron 5 anos atrs

    Eu nunca fui fã de Halo, mas esse parece ser bem legal, tem vários personagens, não só o Master Chief e a história tem tudo pra ter um final bem épico, mas acho que só jogaria se um dia sair pra PC.

    • diegogc 5 anos atrs

      esse não tem o master chief… é uma historia antes dele… vc controla apenas um integrante do noble team… mas a historia é épica

      • Dinopron 5 anos atrs

        Sim, eu me expressei mal, eu quis dizer: "Você pode escolher entre vários personagens ao invés de controlar somente o Master Chief como ocorre nos outros jogos" E só pra tacar lenha na fogueira: Gordon Freeman >> Master Chief

        • Eu achei engraçado quando joguei em coop com meu irmão, que o Spartan que ele controlava era simplesmente ignorado pra efeito de narrativa (nas cutscenes e tal)

          Sei que os caras não são obrigados a incluir mais história pra cada jogador a mais que for jogar simultaneamente, que daria muito trabalho, etc, etc… mas é algo que tira um pouco a imersão e chega a ser comico em algumas situações, como quando eles sofrem um acidente com aquele Falcon, a minazinha pergunta pro Noble 6 se ele tá ok… e dane-se o Noble "X"…

  • lucasbronze 5 anos atrs

    Halo me despertava curiosidade, porque comprei meu 360 depois de experimentar o ODST (e depois que comprei o console acabei nem jogando esse jogo). Quando saiu Reach, eu decidi que era hora de comprar um game da franquia, e comprei. Em resumo, não curti. Assim como eu já esperava, achei tudo super genérico, e não tem nem um boss pra elevar a adrenalina. E pra piorar, havia acabado de jogar Mass Effect, com a mesma temática sci-fi, mas com uma qualidade de história, ambientação e eu diria jogabilidade únicas (e não era um fps, pra variar). Enfim, apesar da dublagem em português ser um atrativo e o jogo tecnicamente ter qualidade, eu não curti.
    Até que joguei o Halo 3, mas não a campanha e sim o multiplayer online, e desse eu gostei. O nível de diversão é absurdo, e não é nada enjoativo. Minha conclusão: Halo é um jogo que só funciona no multiplayer. E, pra mim, ponto final.

    • espantalho555 5 anos atrs

      Comparar a história de Mass Effect com a de Halo é covardia, hahaha. A de Mass Effect está anos luz (literalmente).

      Mas como eu falei, a história do universo de Halo até que é boa, apesar de ser muito encoberta pelo modo multiplayer do jogo. Fiz o review tb pra mostrar que a campanha single tb pode ser bem satisfatória. Mas tenta jogar os dois primeiros jogos da série, especialmente o Halo 2, que pra mim são os melhores…

      • lucasbronze 5 anos atrs

        A cara, não sei. Depois de ouvir incessantemente de quem jogou os anteriores que Reach é o melhor, ou um dos, eu não tenho ânimo pra jogar os outros. A história realmente é bacana, mas tem coisa muito mais interessante por ai. Acho que vou esperar o futuro das série, talvez eles tragam alguma inovação que me faça ter vontade de jogá-lo, sei lá.

  • diogomelov 5 anos atrs

    Poutz…… infelizmente não tive X-box e nessa geração não comprei console, só PC.
    Uma franquia que sinto tristesa de não ter nunca nem jogado é Halo.

    Espantalho bela sugestão de review, com certeza ira "inspirar" pessoas a buscar o game (ORIGINAL PLZ) e ao staff do FD por fazer possivel a divulgação!!!

    Abraço a todos

    • espantalho555 5 anos atrs

      Obrigado vc!
      O melhor é que ninguém precisa ter jogado os outros títulos da série para apreciar o Reach, já que cronologicamente ele é o primeiro. Original sempre, principalmente pra quem quer jogar multiplayer :)

    • diegogc 5 anos atrs

      agora manda o seu review =)

  • diegogc 5 anos atrs

    ah, mas isso eu concordo huahuahua

  • Sou movido a correr atrás desse jogo por todos os lados! tudo que é amigo meu manda eu jogar esse jogo e eu sempre enrrolo. ):
    Quero muito conhecer a série, do mesmo jeito que eu quero conhecer a série do Gears!

    A história parece excelente, e ainda bem, diferente de uma maioria de jogadores, me importo muito mais com o single do que o multiplayer (Eu jogo o multi depois, mas com menos fervor que o single.)

    Mas perguntinha, vou me perder muito na história se eu começar a jogar Halo no 360? :)

    • espantalho555 5 anos atrs

      Vc pode começar pelo Reach tranquilo, pois ele é cronologicamente o primeiro da série.

      Aí depois vc corre atrás dos primeiros de Xbox…

  • Orraa, Espantalho! Nunca joguei nenhum jogo da serie, pois nunca tive um console X :(
    E nessa geração nem pretendo ter rs

    Mas Halo sempre instigou minha curiosidade (sou um amante de sci-fi :B), então quem sabe um dia, eu não Enfim, bom review, de verdade.

    Ah sim, notei que "personagens" nesta frase parece bem estranho, fiquei na duvida se é algo do jogo, mas enfim, just sayin': "Nesse sentido, as vezes bem sucedida e outras vezes nem tanto, o jogo tenta fazer você se importar com os personagagnes[…]"

    Abss

  • inominavel 5 anos atrs

    Essa é um franquia que quero muito jogar, como eu não tinha console nova geração, ficava só na vontade mesmo, porém agora…. eu posso jogar !!!! ótimo review, e penso realmente começar a série pelo REACH mesmo, está em promoção em muitos sites por ai saindo por 99,90!

  • Parabéns pelo Review, Bruno!

    Eu comecei Halo pelo Reach também, estou louco pra voltar a jogar mas não estou encontrando tempo. Halo pra mim sempre foi aquele mundinho mágico que eu queria entrar, mas era intimidado por sua grandiosidade – por não ter jogado os 2 primeiros, sempre me sabotei quanto a experimentar os Halos do 3 em diante.
    Como quem não tem cão caça com gato, ouvi o podcast do Nowloading sobre Halo, que por uma sorte dos diabos foi lançado pouco antes do lançamento de Reach, o que me deu uma boa idéia do que esperar nesse universo, sem ter medo de spoilers do Reach.

    Ganhei o Halo: Reach da minha namorada mês passado e comecei a jogar a campanha. To curtindo demais a narrativa, a dramaticidade é exatamente do jeito que você falou – tudo que ocorre é crítico, tudo é urgente… aquele clima de batalha perdida no ar.

    Enfim, assim que eu terminar com certeza posto algo sobre o jogo no meu bloguezinho amador, ainda intimidado por conhecer tão pouco sobre a série.

  • espantalho555 5 anos atrs

    Que bom que você gostou do review!

    Dei uma olhada rápida no seu blog e achei ele bem interessante. Espero o seu review sobre o Halo, afinal é sempre bom ter mais de uma opinião sobre um assunto.

    Se você se interessou pelo universo do Halo, procure pela animação Halo Legends. Ela é ótima para expandir as histórias do jogo.

  • Júlio Neto 5 anos atrs

    Muito bom o review, ainda não tinha o jogo porque queria a versão brasileira e ainda estava muito cara, na minha opinião.

    Então logo depois de ler o review procurei novamente pelo jogo, achei uma boa promoção na saraiva e meu Halo:Reach já está a caminho.

    Valeu espantalho!!!

  • diegogc 5 anos atrs

    q legal que os reviews do site estão incentivando compras hahahaha

  • Júlio Neto 5 anos atrs

    eu tenho muito isso com filmes live-action e séries, eu sempre prefiro o áudio original, mas com animações e jogos, como são dublados de um jeito ou de outro eu dou preferência ao português mesmo.

  • Eu nao consigo criar campanha solo porq ? alguem me explica

  • joão Victor belço 2 anos atrs

    Eu jogo halo 3 no xbox360 ele demora muito na ora que eu vou jogar trava porque.

  • joão Victor belço 2 anos atrs

    Eu jogo halo 3 no xbox360 ele demora muito na ora que eu vou jogar trava porque. Pode me ajuda
    :)