O que um gamer mais faz nas férias? Tirando acesso a sites para maiores e comer cheetos, um gamer usa seu período sem aulas/trabalho para fazer o que mais gosta: jogar! Mas e até onde é o limite?

Fernando X comenta sobre o grande problema do Vício em Videogames! Qual o maior problema? Que cuidados temos que ter? O que os cientistas dizem sobre isso? E não seja como o garoto WoW!

Então pegue sua carteirinha de Gamer Anônimo e ouça já!

Para enviar seu conteúdo, comentários, sugestões, críticas ou elogios mande um e-mail para contato@fenixdown.com.br.

Não esqueça de seguir nosso twitter @fenix_down, se inscrever no nosso canal no youtube, dar jóinha no vídeo, deixar um comentário e divulgar o vídeo!

Fernando X de Megaman X! Não de pornografia ou de Xuxa!

Facebook Twitter YouTube 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

63 Comentario(s)

  • SeoCrispim 5 anos atrs

    Olha só quem aparece pra abrilhantar as sextas.

  • Hahaha, esse chapéu de quem faz "jogo do bicho" tá ótimo!

  • ogrokun 5 anos atrs

    Não adianta cara, eu vejo esse link e não consigo chamar essa coluna por outro nome que não seja GAMER DIVA
    http://www.cafepress.com/+gamer_diva_womens_light

  • Lubomir 5 anos atrs

    Cara, considerar games como sua principal forma de entretenimento é estar viciado? Então sou viciado.

    • nao nao! como eu cheguei a dizer, voce beber não significa ser um alcoolatra! vício é quando foge do seu controle!

      • ogrokun 5 anos atrs

        entao nao existe viciado em Kinect, ja que voce É o controle!

        ou to errado?

      • Lubomir 5 anos atrs

        Pois é, aí que tá: Todo mundo aqui joga pensando que pode parar com isso a qqr momento, só não faz isso pq não quer, ou vai terminar só mais uma quest e tal… O jogador se considera no controle, o título de viciado só vem de quem tá fora desse estilo de vida.
        Problema é definir qndo que fugiu do controle; às vezes o sujeito apenas gosta demais do estilo de vida que leva, sei lá =]

        • Se você gosta demais do estilo de vida que leva e NÃO acha que há o que melhorar nele, então você pode estar viciado. Digo, todo mundo sempre tem que pensar em como aprimorar a si mesmo, por isso todos fazem aquelas promessas de ano novo ridículas. Se você pensa "não preciso me exercitar mais, ir mais a um teatro ou cinema, ler mais, frequentar lugares diferentes, me aprimorar em música, criar um bonsai (ou algo assim)", se você acha que a sua vida de gamer É PERFEITA, tome cuidado. Aliás, se você não vê nenhum problema em qualquer estilo de vida e não sente necessidade de mudar suas atividades nunca, talvez haja um problema aí. Se bem que assim posso estar generalizando pessoas que… Hm…
          … pensando bem…
          Acho que talvez seja mais fácil definir um vício com uma pergunta: Quando estou jogando algo que gosto muito, sinto vontade de fazer outras coisas?

  • hatjerboy 5 anos atrs

    Ohaaa trilha sonora do The World Ends With You \o/

  • Não acho que postegar tarefas seja NESCESSARIAMENTE um sintoma de vício,pode ser apenas falta de interesse,ou vão me dizer que pessoas normais estão predispostas a escolher limpar a casa à diversão?

    • acho que seja sim um sintoma de vício. mas claro, postergar não significa estar viciado, mas quem está viciado posterga tarefas!

      • Fernando, nas últimas duas semanas (estou de férias) posterguei todas as minhas tarefas e neste exato momento não estou escrevendo minha coluna de notícias matinais de amanhã. Sou viciado em blogs? (TA-DA-DA!)

        • FernandoX 5 anos atrs

          OMG! aproveita q vc tá ciente disso e se trata! D=

          • Ok, vou buscar um blog dos comentaristas anônimos ou blogueiros anônimos, para curar meu vício em blogs e voltar a escrever minhas colunas para blogs (espiral do paradoxo eterno). MINDFUCK! X(

  • Pra não viciar basta entender (como se fosse fácil) que existem coisas tão boas quanto video games no MUNDO REAL. Se o cara prefere ficar em casa jogando Skirym num sábado a noite, ao invés de estar socializando com amigos, bebidas e mulheres… alguma coisa está errada ! Claro que cada é livre para escolher o que fazer com seu tempo livre, mas dosar as atividades pra não virar um nerd solitário não faz mal certo ?

    PS: Conheço algumas pessoas que passaram Natal e Ano Novo em frente ao PS3/PC e acham a coisa mais normal do mundo :P

    • Olá, Rodrigo. Sempre acho uma desculpa para passar meus sábados a noite sozinho. De fato, odeio socializar, não bebo, musica alta que não seja power metal me desagrada e encontro meus amigos na sexta, reservando o sábado para escrever algo ou ler algum livro curto. Acho que aí é realmente escolha de cada um, então vou reformular seu comentário para "Se o cara prefere ficar em casa jogando SÓ Skirym TODO sábado a noite… alguma coisa está errada ! "
      PS: todo ano passo o Ano Novo jogando Mario Party com alguns primos e parentes enquanto o resto do pessoal está na festa algumas salas ao lado, é a coisa maaaaaaaais normal DO MUNDO :D

      • Passar a virada de ano jogando game com os amigos é perfeitamente aceitável XD Sozinho, é doença hehehe

        Ano retrasado mesmo eu virei no game, num churras fizemos uma mega jogatina de guitar hero: vocal, 2 guitarras, baixo e bateria :)

        • ufa, já tinha começado a repensar minha vida e estava pensando em passar o próximo ano novo dançando com um bonsai.

    • O cara ficar sabado a noite jogando não tem nada haver com vicio,é um questão de preferência.Eu por exemplo não gosto de balada,sabe,socializar vomitando e caindo de bebado,chegar emcima da mulher suando absurdamente suado e voltar para casa num taxi dirigido por um psicopata as 3 da manhã não é minha ideia de diversão.

      • Mas agora é você que está generalizando tudo o que eu disse não acha Daniel ? O que eu quis dizer é que existem muitas formas de diversão noturnas no fds além do game, quer sejam baladas, shows de metal, noites de poker, cinema, ou só um bom bate papo ao vivo com os amigos :)

        E mesmo nos tempos de solteiro eu nunca tive uma noite louca dessas aí não… Porque era pobre e não podia voltar de táxi hehehhe

      • COMONÃO?! Então como você consegue suas cicatrizes e suas fotos em banheiras de gelo sem os rins e as bolas? XD

        • Felizmente eu ainda tenho todos os meus orgãos vitais, mesmo depois de anos de bebedeira inveterada… ou será que tá faltando algo e eu não sei ?? XD

          Fernando, vamos fazer um mega churras com Wii e cerveja no carnaval ahu auhuahuhau

          • FernandoX 4 anos atrs

            auhauahua
            aguardo o convite!
            bebidas + wii = vergolha alheia na certa!

    • Tudo tem os dois lados também, ficar jogando sábado a noite ainda é melhor do que aquele cara que vai para a balada enche a cara e no dia seguinte não lembra de nada. Mas concordo com você, com moderação da para aproveitar dos dois mundos.

    • Danilo 5 anos atrs

      Acho furada essa coisa de dizer o que é normal ou não / o que é saudável ou não. são apenas padrões de vida e costumes. Cada um sabe o que te faz feliz, e deve viver em função disso tendo seus próprios costumes e estilo de vida.

      • FernandoX 4 anos atrs

        concordo!
        jogar sábado a noite não te faz um derrotado. faz com que pessoas que tenham outro estilo de vida pense q vc é um, assim como vc pode pensar o mesmo deles!
        não existe regra que diz q sábado a noite vc deve sair pra balada e beber =P

    • Dariek 4 anos atrs

      Prefiro passar meu ano novo na frente do meu computador jogando Team Fortress dois doque assistir o show da virada.

  • Mandrake 5 anos atrs

    Não me acho um cara viciado
    pois jogo apenas 2 horas por dia não aguento
    jogar mais que isso ^^

  • Mano, acho que o meu cmentari vai ser o mais whatever da noite, mas eu estou bebado de me arrastar e no asi pq tinha deixado o pc ligado, ai vim aqui e chorei de rir com os coments e resovi deixar o meu, fenando sua bixaaaaaaa…. vamos fazer um churras logo manoooooo

    • Tá vendo Fernando e Diego, esse é o tipo de profissional que vocês contratam pro Fênix Down.

      • marciosbarrios 5 anos atrs

        nossa cara, que vergonha, hj de manhã tomando café vi o e-mail com seu reply do intense debate, nem lembrava que tinha digitado esse monte de merda hauhauhuahuhau…

        • Ahahahahahah.

          Estava ouvindo um MRG ontem que o Beto comentava que bêbado fez uma cagada, e o Afonso disse que deveria ter um bafómetro em redes sociais pra vc não escrever bêbado.

          Acho que vc precisava de um desse.

        • Bêbado é foda ah auhuahua

    • FernandoX 4 anos atrs

      hauahuahaahauhauha
      marcio bebado? isso é o tempo todo

  • rafael Taira(Kojiro) 5 anos atrs

    a eu não sou viciado.vc foi muito sensacionalista nesse video.as pessoas só viciam quando veem q o game é a unica forma de diversão dela ou tem muita dificuldade em lidar com pessoas.E tbm quando não tem dinheiro pra investir em outras diversões sociais q estão cada ano mais caras. E acho q video game e um vicio mais saudavel,pois os maiores males vem do sedentarismo e da ma alimentação ma acho um vicio mais fraco q muitas pessoas q se viciam em trabalho.

  • Vinicios Santana 5 anos atrs

    Eu sou viciado, quando não estou trabalhando, estou no PC ou jogando Wii. Um dia desses fiquei mais de 7 horas (+/- das 22 ás 5:30hs) jogando Skyward Sword. Jogo games pra me distrair e me desestressar, mas ás vezes eu exagero. ^^

  • Jader Bombardelli 5 anos atrs

    Um problema que me irrita não é nem a questão do vício em si, mas o fato de que é só você ser um pouco melhor em algum jogo especifico que você é taxado como viciado. Se você joga bem Call Of Duty por exemplo, "ah, o cara é viciado em COD", mesmo que o cara só jogue no máximo 10 horas por semana (o que eu considero razoável). Vicio pra mim é coisa séria, é a pessoa vender as coisas em casa pra conseguir suprir o vício, eu já cheguei a vender CDs de PSone pra conseguir dinheiro pra poder jogar PS2 na locadora quando eu era criança, é isso que eu tenho como base alguém realmente viciado em vídeo-game.

    Eu não minto, já estive muito viciado a muitos anos atrás, coisa que citei acima e ainda pior, que era chingar os meus familiares por eu estar jogando e eles me perguntarem algo e eu errar no jogo, mesmo que não morresse, só por errar eu acabava gritando com eles, até que eu percebi o quanto ridículo eu estava sendo e eu mesmo achei tarefas pra fazer fora do jogo pra mim não acabar ficando mal com minha família por causa de um vídeo-game… Vai por mim, não vale a pena.

    Atualmente eu jogo bastante mas nem chega perto da situação que eu estive nessa época tenebrosa que mencionei, sem mentira, eu to dividido entre PS3 e WoW atualmente, e ambos eu jogo MUITO, só que a diferença é que eu só ligo o vídeo-game ou o PC depois que já terminei minhas tarefas. Em dias de folga que eu não tenho realmente nada pra fazer eu não penso duas vezes, eu chego a jogar 10 horas direto de WoW, só que isso só nos dias de folga, porque no restante da semana tem dias que eu só consigo logar pra fazer as quests diárias no máximo, mas isso não é porque eu sou viciado, isso é porque eu sou gamer hardcore, caramba!.

    E sobre o WoW, eu jogo ele a 1 ano, e NUNCA estive viciado nele, e eu tenho maior orgulho de dizer isso. Tanto é que eu só tenho até agora 1 char em lvl 85, e eu demorei uns 5 meses pra atualizar meu jogo até o Cataclysm. O WoW consegue prender os jogadores com uma soma de fatores viciantes, se você gosta de PVP, o jogo tenta te viciar em Battleground ou na Arena te dando vantagens absurdas mesmo que você seja ruim, "ah, mas eu odeio PVP", dai o jogo tenta te prender com as Dungeons, que no começo são curtinhas mas depois de certo tempo chegam a demorar horas para completar, e não tem botão de pause, normalmente se você ficar Away vai ser kickado e não vai ter lucro… ou seja, pra mim fazer dungeons aqui em casa preciso que tenha mais alguém em casa e preciso estar em dia de folga, porque sozinho as vezes mal consigo atender o telefone ou atender o portão quando estou em uma Raid, e quando estou em uma Battleground então… sem chance alguma de parar até a partida terminar, e isso eu acho tenso sinceramente porque é um jogo tão bom mas que te influência de todas maneiras possíveis a não sair do jogo, e o pior é que a culpa no fim das contas não é da empresa, a culpa é do próprio jogador que precisa saber a hora certa de parar.

    • Não li o comentario inteiro, apenas o primeiro paragrafo, mas cara. Nesse contexto que vc comentou ai a palavra "viciado", não pode ser levada ao pé da letra. No mundo dos games quando alguem joga bem e é chamado de "vicio", "viciado" é mais um elogio do que dizer que o cara tem um problema.

      Eu pelo menos cresci interpretando assim. Até pq isso nasceu numa época que nem se falava em vicio em videogames.

      Acho que tb pode ter diferença de região. Aqui em SP, pelo menos, a maioria leva isso mais como um elogio do que qualquer outra coisa.

  • Ah, o velho problema do vício em games.
    Esse problema já foi discutido várias vezes e a verdade é que ninguém tem realmente um veredito quanto a esse assunto, alguns dizem que jogar 10 horas por dia é vicio, outros dizem que não é vicio desde que você tenha escolhido previamente aquele dia como o dia em que você vai jogar 10 horas seguidas, ou seja, como foi dito no vídeo o principal é você ter o controle sobre sua jogatina, concordo plenamente que é difícil, muitas vezes você tem tarefas, tem relatórios do trabalho, tem leituras para um curso, mas você trabalhou o dia inteiro, esta cansado, estressado e resolve que vai jogar um pouco, joga umas duas horas e quando para, vê que vai ter que atrasar tudo por que jogou um pouco demais, ok, você não teve controle, você pode ser chamado de viciado, mas até ai um cara que tem as mesmas tarefas e que ao chegar em casa resolve deitar no sofá e passa a noite toda assistindo TV num contexto geral não é considerado viciado, ou seja, muito do que se diz sobre vício em games é proveniente daquela antigo e já discutido preconceito contra essa mídia. Temos casos de viciados em games? Claro que sim, muitas pessoas morreram por isso, outros tanto conseguiram se salvar mas ainda assim continuam na borda, podendo cair no vício de novo a qualquer momento, mas ao mesmo tempo temos outros tantos que são viciados em outras mídias e esses não são nem noticiados, resumindo, o problema existe, mas é muito noticiado por se tratar de videogame, essa midia que destrói os filhos e estraga as televisões.

    • Concordo. Existe vicio de todo tipo de coisa, mas a mídia dá importância a uma coisa mais do que outra…duvido que a Record (ou qualquer outro canal/midia sensacionalista) faria uma matéria falando mal de games se alguma publisher fosse uma de suas principais patrocinadoras :)

      • Não faria, e temos provas disso, o CQC por exemplo, o Taz levou dois processos por que falou merda, mas era gente pequena então não deu nada, ai o Rafinha fez a piada, levou um processo e como o cara que se sentiu ofendido era patrocinador, o Rafinha foi demitido e tudo mais, não estou aqui julgando se a piado foi o não agressiva, mas se pararmos para pensar, a situação foi a mesma e por interesses a punição foi bem diferente, é a mesma coisa com os games, ninguem vai falar que é ruim se der dinheiro pra eles, foi assim por muito tempo com o cigarro… Fazer o que né…

        • cara,eu acho que o taz chamando uma atriz porno de garota de programa é tão agressivo quanto o rafa dizendo que vai comer a mulher e o bebê.Mesmo porque,digamosa verdade:tudo mundo riu da piada do Bastos,mas tem medinho de admitir.

          • Esse é exatamente o ponto que eu queria chegar, os dois fizeram uma piada equivalente, todo mundo riu, os dois foram processados, mas como só um dos "ofendidos" era importante, só um deles dançou…

    • FernandoX 4 anos atrs

      é aquela coisa, se você fica 10 horas jogando videogame não te faz um viciado, mas caso você não consiga parar ai já é outra coisa!
      tem todo o preconceito sim sobre videogames, mas temos que saber quando estamos certos e quando achamos que estamos certos. a velha história do alcoolatra que não quer dar o braço a torcer que está viciado!

      claro que temos viciados em tv, em novela, em cheetos e em tudo. mas alguns vícios são mais interessantes para uns do que para outros =P

      • Sem sombra de duvidas, existem sim viciados em games, e eu assumo que sou um deles, quando começo a jogar normalmente não quero ter hora pra parar(maldito seja Skyrim), mas ao mesmo tempo eu sei me controlar não jogando todo santo dia, o problema é só quando eu jogo, normalmente de domingo, ai vai o dia todo…rs

  • victor 4 anos atrs

    nao tem como voltar o formato antigo ? vc é muito feio kkkkkkkkkkkkk
    brinks mto boa a coluna

  • cleyton2charm 4 anos atrs

    Um grande termômetro p/ minha jogatina foi o próprio World of WarCraft…
    No início não conseguia controla-lo, dormia tarde, não comia direito, quase não saia de casa,
    e quando saia queria voltar logo p/ joga-lo.

    Mas após um tempo consegui controlá-lo, e hj consigo até sair do jogo no meio de uma quest ou Dungeon,
    para coisas como: comer, ir ao banheiro, dormir , namorada, academia e trabalho…

    • FernandoX 4 anos atrs

      boa! xD
      tive sorte que joguei wow mas não me empolguei, mas tive problemas com vários outros jogos também
      =P

  • Dariek 4 anos atrs

    Eu nao entendo esse negocio de ficar sem beber e sem comer pra jogar é uma babaquice inacreditavel,nao conheço a disposiçao dos comodos das casas de voces,mas meu quarto nao esta a quilometros de minha cozinha,quando estou jogando TF2 eu simplesmente ponho como espectador pra nao perder meus pontos e vou almoçar.Nos demais jogos eu pauso.