Olá companheiros de viajem,

É… esta semana temos um video, com sabor de baunilha, mas sem cobertura de chocolate, e tá meio derretido também, mas ainda assim é bom, porque pelo menos refresca nesse calor dos infernos…

Não me venham cobrar sentido no que eu falo, por favor. ù__u

Como sempre, antes de comprar qualquer jogo, recomendo esperarem pelos reviews, mesmo que você seja fangirl do Eric Chahi, não vá apostando logo de cara no AMY, também tenho curiosidade pelo jogo, mas bora ver se vale a pena mesmo antes de comprar.

A lista:

Zen Pinball 3D
Choplifter HD
AMY

É isso por hoje, cavalheiros e damas.
Tenham uma boa semana.

Obs.: Lugar de lixo é no lixo, mas palitos de madeira são biodegradáveis, então… whatever… ‘-‘

Eu sei o que você fez noite passada. ‘-‘

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

19 Comentario(s)

  • Sendo sincero, Choplifter HD é o único que me anima. Amy parece legal, tem potencial, principalmente essa história de você estar infectado e mesmo assim precisar cuidar da Amy, mas não vi nada desse jogo alem desse trailer, então vou esperar reviews e de preferencia uma demo pra poder realmente comprar, agora Choplifter HD é compra certa.

  • Pô crazy fox,acabando com a raça do único jogo de zumbis que apresentou uma premissa original desde left for dead?

    • Lpolon 5 anos atrs

      Amy não poderia ser mais genérico..

      • é o que todos disseram de left four dead.E de qualquer outra coisa que envolvesse zumbis.Mas quer saber?russos invadindo os estados unidos é muito mais generico

      • Skyrim também não, mas foi considerado jogo do ano.

        • Lpolon 5 anos atrs

          não.. perae, garotinha em um apocalipse zumbi é a coisa mais genérica DO MUNDO.

          Skyrim investiu pouco na interação com os NPCs, (poucos dubladores, quests e mais quests sem muita história, personagens pouco carismático).

          Mas os livros e as informações disponíveis sobre aquele mundo são ótima, eu acho que o cenário tem muito a contar. Tamriel é tão genérico quanto abeir-toril, então.

          • Abeir-toril tem regiões muito genéricas, assim fica mais facilitado criar campanhas básicas. Skyrim, é genérico ao extremo e não é encher de datas e nomes que o torna mais criativo, só dá mais história ao mundo genérico. Garotinha em apocalipse zumbi é genérico demais, mas se houver um investimento bom em dilemas emocionais e coadjuvantes pode até ficar decente (The Walking Dead ficou decente, Autumm ficou decente). Se for usar um mundo/ conceito genérico tudo bem, dependendo da gameplay e dos personagens pode ficar bom e alguém pode chamar de inovação. Já é tão raro ver algo novo e bom, talvez não faça mal investir no genérico e bom. Mas….ei! Por que estou aqui? Não achei que Amy parece bom mesmo XD

          • Lpolon 5 anos atrs

            Está aqui para zuar skyrim =p

            É, para mim a quantidade de Lore próprio é inversamente proporcional ao quanto genérico é o cenário. "Mundo de fantasia fantástica" é a premissa mais genérica de TODO o universo, junto com "ficção científica espacial" e e "apocalipse zumbi". Jogos com o mesmo tema passam sentimentos diferentes para mim pela quantidade de Lore que existe a respeito.
            Alguns exemplos:

            Skyrim parece ser forte no lado político e histórico. (não sei se os dragões x dragonborn terá uma explicação melhor do que "Os deuses brigaram").

            Forgotten realms eu diria que é forte em tudo pela quantidade de material, existem explicações em muitos níveis.

            O que eu chamo um jogo genérico seria um jogo que se utiliza de uma premissa genérica e não a desenvolve de muitas formas. Por que não warcraft 2 ou Diablo 1 (embora seja uma premissa um pouco mais original). Algo que eu considero genérico.. Dragon age origins

            Tipo, Pegaram as raças de DnD e repensaram só detalhes. Adicionaram Jesus e catolicismo com outro nome e colocaram uma ameaça que lembra a currupção que a escuridão faz no mundo de tolkien. Eu reconheço os elementos! Mas o que o jogo ADICIONOU?

            Pq as pragas existem, Anões não te deuses, tem "exemplares", magia é discriminada pelo papa. Meh.

            A sensação é subjetiva, mas quanto mais vc adiciona ao mundo, menos ela é contestada.. Desculpa o tamanho do comentário..

            To lembrando de um amigo que assistiu "O castelo animado" e não gostou pq o mundo era genérico.

            é genérico. Ele joga um mundo cheio de elementos (incomuns, mas eu vou assumir que os japoneses estão acustumados) e não explica NADA.
            Mas o filme quer falar sobre guerra e amor, não sobre cenário… O cenário é bonito e genérico e todos estão felizes.

          • Sim, estou aqui para zuar skyrim XD
            Não acho que Lore mude que algo é genérico, só dá profundidade ao genérico. Novamente, o genérico pode ser bem feito e bem explorado, mas lore não o torna melhor ou menos genérico, só faz parecer que houve mais esforço ali. Como leitor viciado tenho que dizer que não poderia estar mais errado com "Mundo de fantasia fantástica é a premissa mais genérica de TODO o universo", o certo é "mundo de fantasia fantástica BASEADA EM TOLKIEN/D&D é a premissa mais genérica de todo o universo". Muita coisa criativa é feita e lançada toda semana na literatura fantástica, inclusive escrevo uma coluna de notícias sobre isso (http://www.grifonosso.com/2012/01/noticias-subterraneas-semana-14/ caso se interesse). Infelizmente nos games estamos estagnados em tendências de décadas atrás e ninguém parece querer mudar muito os RPGs. Sobre o lado político de Skyrim, fiquei curioso tempos atrás e perguntei a um amigo que está com noventa horas de jogo, a resposta foi "Política e contexto?Nem a pau!". Infelizmente parece que Skyrim é só para divertir mesmo sem adicionar nada. Dragon Age é uma série genérica, mas é tão genérica que não acho que tentaram inovar muito. Só dou crédito aos personagens (que não são complexos mas são profundos) e à tentativa de trazer coisas batidas da literatura ATUAL para os games (alguns dilemas de fantasia dark, mas não muitos), fora isso é só genérico msm.
            Novamente, se é genérico e investe em outros pontos, pode ser bom, mesmo que só até certo ponto.

          • Lpolon 5 anos atrs

            Então, como decidir se algo é genérico ou não?! (qual o oposto?)
            =O

          • ….
            ….
            Quando você vê algo tão diferente que tem que parar para tentar entender?
            Sei lá, algo assim. -_-'

  • ah,quanto o jogo de pinbal,depois que descobri a maquina de gold finger num shopping de BH eu não quero saber de nenhum outro pinball,pois nenhuma outa vai ser tão foda quanto

  • Lpolon 5 anos atrs

    http://www.kollision.biz/images/jpegs/navinha/seg

    Choplifter é nostalgia. Nem lembrava o nome desse jogo..

  • vdomiciano 5 anos atrs

    Não sei se é problema do Zune (uso ele por causa do meu WP7), mas os feeds dão erro pra atualizar. Até a do post de 4 de janeiro atualiza – depois dar erro C00D1312 – a feed não está formatada corretamente.

  • drnico 5 anos atrs

    Esse Amy parece ser uma porcaria, não sei o que viram nele.

    Sou mais o Zem Pinball, muito bom, ouvi dizer que vai ter o melhor enredo da geração, além de uma imersão absoluta que com certeza vai fazer valer os 40 dólares.

    Exceto que não.

  • Poisony 5 anos atrs

    Não consigo zoar jogo de pinball, por pior que sejam essas coletâneas de mesa de pinball. Pinball é tipo o vô do arcade, tem que respeitar. E Medieval Madness é foda.

    Choplifter HD, que coisa genérica. E não tem os barulhinhos eletrônicos recompensadores quando você pega os sobreviventes.

    AMY chega num tema saturado, mas vamos ver qualéquié.

  • Desses todos aí só Amy me interessa. Nada mais tenho a dizer :)

  • RogerDKS 5 anos atrs

    Caraca, realmente senti que valeu a pena comprar o 3DS! Vou agora mesmo tentar repassar o MK7 para garantir o Zen Pimbal antes que se esgote na pré venda!

    ¬¬