E vamos a mais um FênixNews! Desta vez Fernando, Kazz, e os ex-boque… digo ex-butequeiros Samuka e Márcio se reúnem discutindo notícias dos games!

Voltando aos jogos usados para o sucessor do Xbox 360, um desenvolvedor de games veio a público apoiando a ideia deste rumor. Estaria ele certo? Errado? O que significa a indústria apoiar?

E Tim Schafer está milionário! Após ter recebido oferta do criador de Minecraft para fazer Psychonauts 2, o fundador da Double Fine abre doações para o próximo projeto da empresa: um adventure old-school. E no primeiro dia já arrecadaram mais de um milhão de dólares!

Por fim uma polêmica da Sony. O PsVita, seu novo console portátil, não vai ter a função de resgatar jogos de Psp na versão americana, deixando seus jogadores com jogos encalhados. O que levanta a questão: até onde vamos ter retrocompatibilidade de nossos jogos? O que fazer com eles na próxima geração?

Ouça já e participe da nossa discussão!

Edição: Samuka, Nathan Ferreira e Ricardo Pasqual

Trilha: Samuka

Não deixe de assinar o feed exclusivo do podcast:http://www.fenixdown.com.br/wp-content/casts/feed.rss

Qualquer dúvida, sugestão, crítica ou elogio, envie para contato@fenixdown.com.br! E siga-nos no twitter : @fenix_down !

Links:

Fernando X de Megaman X! Não de pornografia ou de Xuxa!

Facebook Twitter YouTube 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

50 Comentario(s)

  • First for the first time! (?)

  • drnico 4 anos atrs

    Ex-boque ASHUSUHSAUHHSAUSAHSAHUSAH

    Só uma correção, é Tim Schafer, não Tim Shafer

  • Então o Fernando gosta de um Chubby? heauehuaheuaheuahe

    Ow, sobre os esquemas de jogos usados: todo mundo se esquece de uma coisa sobre os on line pass!

    Você compra o jogo usado, não um puto para a empresa que publicou o esquema e ainda quer usar os servidores dos caras pra jogar on line?

    Claro que no caso de games single player não funciona muito esse esquema, mas no caso de games que se baseiam no MP (como BF3 e MW3) acho o on line pass algo "justo".

    • Se você tivesse falando de pirataria até concordaria com vc, mas vc está comprando um jogo usado, muito diferente. O jeito que voce falou "vc compra jogo usado e não dá um puto pra empresa". Esse dinheiro já foi dado cara. Foi dado pelo primeiro que comprou o jogo.

      Vamos supor que voce compre um carro. Ele não é seu? Não é inteiramente seu? Logo quando você for revende-lo, por que diabos não vai o produto inteiro? Imagine se quando voce comprasse um carro usado tivesse que comprar outro jogo de rodas porque "rodas só vem pro primeiro comprador".

      Talvez você se esqueça que o multiplayer de um jogo não é um extra, um brinde, que deva vir apenas para o primeiro jogador. Ele é parte integrante do produto, logo, na revenda deve ser incluido sem taxa adicional pra empresas.

      Diferente de um DLC "extra", como uma roupinha ou um personagem que terá pouco peso no conteúdo. é um disparate um jogo como BF3, focado em MP ter online pass.

      • mas aí vc está comparando com item físico!

        Pensa assim: o cara pagou 60 dólares no jogo no lançamento. A empresa ganhou 60 dólares, certo? Aí esse cara revende por 40 dólares, digamos.

        O cara que comprou o jogo novo "perdeu" 20 dólares, mas tem 40! esse valor NÃO VOLTA pra empresa!

        O que eu quero dizer é uma "cobrança justa" para o dono do game usado poder jogar on line e não tirar partes do game, da experiência dele, como Arkham City, por exemplo.

        EDIT: mas falando com minha esposa agora, concordamos que se o cara que revende o jogo provavelmente não vai mais usufruir do MP, então não seria justo pro cara que comprou usado…

        Mas continuo com a opinião de que a empresa não viu esse dinheiro da segunda venda!

        • brunopessoa 4 anos atrs

          não senhor!! daonde vc já se viu isso?? vc vai comprar um carro de alguém ai daí vc paga la´tudo direitinho, mas daí o cara não te dá a chave do carro vc pode comprar a chave lá com a revendedora pra aí depois vc poder andar com ele!!! é justo isso??

          • Calma que vcs estão exagerando na comparação.

            Não dar o volante do carro, ou a chave (que é necessidade primária) é filhodaputice, mas o seguro do carro (que tem vínculo direto com o dono do veículo) não, por exemplo!

            Não to defendendo a forma que isso tá sendo realizado agora, é bom deixar claro.

            Mas tem que ter uma forma melhor de resolver isso! O que quis dizer é que o $$$ de uma revenda de game usado não volta pra empresa e por essa razão os caras recorrem a isso (que seria um "paliativo" . Tosco, mas paliativo).

          • Mas cara, um seguro é um serviço a parte do carro. Tu não precisa dele pra andar. Digamos que o seguro é um extra ou adicional.

            Agora me diz, Battlefield 3, o multiplayer é um extra? Um adicional? Sua experiencia será completa sem joga-lo? Não, pq o jogo todo é baseado em mp. Como disse antes, isso é parte do jogo, não adicional como é o DLC da mulher gato em Batman.

          • Touché!

        • Mas quem disse que esse dinheiro tem que voltar pra empresa? Quando vc revende o jogo não está abedicando do produto? Se vc comprou o produto, logo ele é seu, assim como era da empresa q te vendeu, pq a empresa tem q ganhar uma parcela pra cada pessoa que pegar o produto?

          Você acha justo alguém ganhar dinheiro múltiplas vezes pelo mesmo produto? Vc acha isso justo.

          Outro exemplo, tu compra um pão, ai um amigo seu passa e pede um pedaço, o padeiro aparece e diz q tem q pagar mais 10 centavos por cada pedaço que tu dividir o pão.

          • É verdade… analisando por esse aspecto, é complicado mesmo…

            E como disse acima: touché! hahahaha

  • Marco_Alves 4 anos atrs

    haha o nego fica puto com feedback negativo. Suave mano, tem cara que faz isso só pra provocar mesmo, pra aparecer, mas a grande maioria é fmz. Eu ñ ligaria, principalmente se for feedback construtivo.

  • Ouvindo percebi uma função perfeita para o Fernando, ele tem a risada idêntica a do dublador da Laranja Irritante! Samuca monte essa risada, por favor cara! Hey Apple!

  • alex_seph 4 anos atrs

    Eu até tinha uma certa tolerância pelo online pass, mas depois de ouvir a argumentação do Kazz acho filhodaputice agora. Esse papo de manter servidor não cola, afinal, na venda do usado o lugar ocupado pelo comprador inicial é cedido para o que comprou o jogo usado.
    No fundo é tudo coisa de empresa mercenária.

    Sem contar aqueles jogos que tem multiplayer só como extra, como por exemplo um Uncharted 3 ou Mass Effect 3. Ninguém que comprou/vai comprar esses jogos deixaria de comprar se não tivesse o multiplayer, então, falar que tem que cobrar onlinepass para manter servidor é balela, se fosse assim não colocassem o multiplayer para inicio de conversa.

    • Ainda mais que hoje em dia cada vez menos temos servidores dedicados. Claro que isso não dispensa um servidor que as informações vão passar, mas acredito que hoje em dia o custo seja muito menor do que antigamente, onde todo jogo tinha servidor dedicado.

  • pedrohenri 4 anos atrs

    Eu ouvi em algum lugar, ou li, sei lá, que quando você compra algum material de direito autoral como música, jogos, filmes, livros, etc… você não compra o produto em si e sim a reprodução do mesmo para você. Ou seja o jogo não é seu e nunca será pelo valor que pagou, você só pode usa-lo. Não sei bem certo até que ponto isso é verdade, pode ser algum delírio da minha cabeça doentia, mas faz um certo sentido.

    • Faz sentido, mas mesmo assim seria a reprodução total dele. Logo se vc vender o seu direito de reproduzir pra outra pessoa, ela deveria reproduzi-lo em sua totalidade.

      • pedrohenri 4 anos atrs

        Sim, mas acho que eles entendem que você não tem o direito que passar pra frente. Sempre que alguém quiser reproduzir terá que pagar para a publisher e não para alguma pessoa que não está mais afim dele. Acho que isso é como se você estivesse obtendo lucro em cima de um produto que não é seu, além de você aproveitar do conteúdo ainda ganha um dinheiro em cima.

        Não acho certo, mas faz sentido na forma de pensar deles.

        • Está corretíssimo, existe essa lei sim, qdo vc compra cds de música, filmes, games, pornôs bacanas, etc… vc apenas comprou o direito de ter acesso ao material, mas ele nunca será de fato seu 100%.

  • killer-hd 4 anos atrs

    NÃO FERNANDO, O PSP NÃO É A MESMA COISA DO VITA MANO !!!!
    mais que isso é fail isso é, eu tenho um monte de UMD aqui e o que que eu vou fazer com eles ?
    enfiar no boga ? comer com farinha ? Sony eterna :facepalm:

    Eu ia pegar um VITA no lançamento mais depois dessa, não mais. A Sony que vai tomar no ku dela
    com essa porcaria ae que eu to comprando um 3DS pra jogar "Revelaitons" ate ficar cego XD

    Cast totalmente excelente, parabéns a todos
    Abs

    • mcsundaeguy 4 anos atrs

      Sinto por você, colega. =(

      E sim, Fernando, o videogame é muito diferente pra ser considerado um upgrade. =\
      Aliás, nem chamam de PSP Vita, mas só PS Vita, imagino que pra salientar a diferença.

      Não cabe a mim julgar, mas se o processo de "conversão" existe no japão, não vejo absolutamente nenhum motivo para não fazê-lo no resto do MUNDO – não só os EUA.
      Não é como se não tivesse gente procurando esse serviço por aqui também, não importa se a maioria no brasil pirateia, se o produto está sendo vendido em lojas, tem gente que compra!

      Eu imagino que algumas dessas pessoas ficariam felizes em pagar uma taxa menor para manter os jogos e se livrar do console antigo. =I
      Caso contrário acostume-se e guarde o danado do console, oras. Eu tenho um GBA aqui em casa até hoje e o jogo esporadicamente. denovo, não é porque a maioria emula esses jogos que eu o tenho que fazer. =x

      E vem ao caso também que as empresas não TÊM que garantir esse tipo de retrocompatibilidade. Sempre o vi como um extra tentador, admito, mas não é CRUCIAL. inclusive quando a retrocompatibilidade é "somente" da geração anterior. =\

      • samukalhes 4 anos atrs

        Eu acho que essa parada vai acabar pegando no resto do mundo.
        E quanto a pagar pela conversão, não vejo taanttoo problema assim, desde que a taxa não seja muito alta.
        Tipo imagina que tu tens um filme em DVD aí saiu um leitor de bluray que só e bluray, tu vai ter que comprar uma versão nova desse filme, ou converter.. sei lá… não é tão ilógico assim…

  • No caso do PSP, ele sofreu muito com a pirataria não só no Brasil, mas no mundo todo por que era muito fácil. Cometeram um erro no desenvolvimenteo que tornou qualquer forma de DRM impossível.
    O básico para o combate à pirataria onde importa (que seria no mercado dos EUA) é impregar técnicas que fazem com que ela seja mais difícil/incômoda que a compra de um jogo original e a Sony não conseguiu isso no PSP.

    E sobre o Tim Schafer eu estou até otimista, mas acho que o cara deve estar numa situação um pouco incômoda. Ele tem agora que fazer um adventure com o selo Tim Schafer de qualidade com um budget que é muito modesto para qualquer jogo hoje em dia, ele já disse que até mesmo um novo Psichonaults custaria, ao menos 13 milhões pra fazer.

    • KrazyFox 4 anos atrs

      Sim, na verdade não só era mais fácil piratear, era mais cômodo também, era só baixar a iso e jogar no cartão de memória, dava pra carregar vários jogos de uma vez no portátil, sem levar trocentos discos, a bateria durava mais, os loadings eram mais rápidos, etc etc.

      O UMD foi uma cagada da Sony, eu até gosto do formato, é mó charmoso pra quem gosta de colecionar, mas numa questão geral, foi uma cagada da Sony.

  • drnico 4 anos atrs

    Como assim o Diego não come carne?

  • mcsundaeguy 4 anos atrs

    Quanto a venda de usados queria deixar meu parecer a respeito:

    Sempre penso, antes de tudo, que quando pago num jogo estou ajudando uma empresa que gosto a crescer e fazer mais jogos desse jeito e consequentemente, ao não comprar jogos que eu não gosto (não satisfazem meu senso crítico), estaria "Moldando" a forma que a empresa faria seus jogos em diante. =)

    Claro que não me vejo com tanto poder para ditar com excelência os jogos que sairão, mas tenho certeza ques estou fazendo mais efeito do que quem compra o usado, por mais que ele também admire o trabalho feito no jogo. =x

    Acredito que ao não dar esse feedback monetário, estou impedindo jogos que eu gostei – como por exemplo, o Mirror's Edge – de ganharem uma sequência. meio que como uma estagnação do mercado de jogos para ideias novas… =z

    Sem querer ser muito chato, mas quando você compra usado, para a empresa, você poderia muito bem estar pirateando, não faz diferença para eles.
    Não é como se "o pirata" não recomendasse o jogo pros amigos, ou homenageasse os criadores, também…

    Problema é que não é visto dinheiro algum, não é como se o dinheiro magicamente voltasse em sua totalidade para a empresa, o camarada pode muito bem gastar a quantia em dois livros, ou uma semana de cinema. e isso FAZ SIM diferença.

    É sempre bom pensar antes nas consequências das suas ações, você pode estar usando um produto original e recebendo de volta uma parte da grana, mas ao mesmo tempo enterrando um outro projeto da empresa que talvez te satisfizesse. =(

  • KrazyFox 4 anos atrs

    PSP Vita, o primo do Game Boy DS. (tinha que ser o Fernando de novo! u__u)

    ________________Edit:
    Caraca! Eu achei que o Fernando só tinha errado o nome do Portátil no post, mas ele falou MUITA besteira no cast!

    Ái Ái Ái hein seu Fernando! ù__u
    PS Vita é outro console, não tem nada haver com o PSP, que canelada colossal. .__.

  • FelipeRaabe 4 anos atrs

    Já paguei o Tio Schefer e já tô mandei e-mail cobrando os cronogramas.

  • Rodrigo 4 anos atrs

    Itunes não atualiza mais ?
    =(

    • Aqui o Feed está normal. Dá uma olhada se você está com o feed correto.

  • Muito bom ter o Fenix News de volta =D

    Eu acho interessante essa idéia dos jogadores ajudarem a financiar os jogos, apesar de não achar que vai ser algo que vá se tornar um modelo de negócio, pelo menos não tão cedo. Mas seria uma maneira de produtores independentes carísmaticos conseguirem o orçamento para seus novos jogos.

    Eu acho sacanagem tirarem um feature da versão americana de um console, se bem que não é a primeira, nem ultima vez que features são limados de consoles/jogos ao virem para o ocidente. =/

    Por favor, faço um apelo aos ouvintes/leitores do blog que possuem talentos artísticos. Alguém faça um desenho do Fernando abraçando os ursinhos carinhosos. Toda essa conversa pede por um desenho tosco deste. Eu mesmo faria, mas não acho que minhas habilidades ''paintísticas'' fariam jus a tal obra XD

  • Ogro Himself 4 anos atrs

    Quanto a questao do jogo usado, eu sou a favor da cobrança de um online pass custando um valor razoavel. $5 tava bem pago por uma licença de jogar online.

    Qual o motivo deles cobrarem essa taxa? Eu era contra essa cobrança ateh ler a justificativa de um developer numa entrevista. Sim, tu compra um jogo novo por 60 doletas, e sim, tu tem o direito a usufruir esse produto e vende-lo depois.

    Mas lembrem que tem uma diferenca entre o PRODUTO jogo e o SERVICO prestado de manter os servidores online. A empresa tem o direito de incluir o custo do servico no produto novo, e cobrar a parte pelo serviço na venda de um usado.

    Considerando o lado da infra do jogo, eles ja estao calculando nos custos o fato de que, para cada jogador, uma copia do jogo tem uma vida util de X meses. Conforme o jogo vai perdendo publico, o nro de servidores cai, e novos servidores sao dedicados para os jogos mais novos.

    Quando se vende um usado, a vida util de X meses é duplicada.

    Se o Online Pass nao fosse cobrado, os servidores vao ficar disponiveis por menos tempo ou o jogo nao vai ter certas features desenvolvidadas para compensar no custo do server. Entao sim, eu acho justo que quem compre um jogo usado pague uma taxinha (razoavel, $10 é sacanagem) para ajudar a manter o jogo.

    • Ogro Himself 4 anos atrs

      E lembrando que mesmo em jogos que nao sao cobrados online pass, eles só persistem quando a empresa encontra outros modelos para manter os custos de seus servidores, que acabam sendo mais custosos para os gamers do que o proprio pass!

      Vide a Capcom com DLCs de roupas e 15 versoes diferentes do mesmo jogo, ou a Valve com os chapeus em TF2

  • mathias 4 anos atrs

    Fernando descobrindo as piores pessoas para se gravar um cast.

  • Rapaz, demorei um tanto pra ouvir o cast mas vamos combinar que esse ficou excelente, completamente papo de bar, tai, curti.
    O Online Pass vai continuar sendo uma discussão sem solução até que as empresas definam o sistema de distribuição da próxima geração(que eu espero que demore para chegar), acho uma péssima, mas sinceramente não deixaria de comprar um usado só por que tenho que pagar uma taxa para usar o online dele.
    Ainda não ajudei o adventure do Tim Schafer mas em breve pretendo fazê-lo e espero um jogão.
    Essa história da retrocompatibilidade é um problema, não acho que seja algo essencial, mais é um bônus bacana. O do PS Vita não me prejudica em nada, não tenho um PSP então…