Olá galera, já escrevi para o site em um Tô Jogando onde fiz um Review do Total War:  Shogun 2 e hoje trago pra vocês um guia das DLCs e expansões do jogo! Espero que curtam!

Blood Pack ($1,59): Por um longo tempo uma coisa que muitos fãs de Total War queriam era o retorno de sangue, algo que apareceu apenas no Medieval 2 mas que consistia mais nas unidades ficando sujas como se alguém joga-se um balde de tinta nelas. Porém os jogos posteriores não tiveram mais isso, parte devido à classificação do jogo e parte devido à falta de tempo e recursos para fazê-lo direito. Mas finalmente a CA achou um jeito de colocá-lo de volta: como não seria viável simplesmente por a opção no jogo, devido que isso geraria uma reclassificação deste (de 16 para 18), ela optou por oferecer como um DLC a um preço simbólico e com classificação (18) e distribuição próprias evitando problemas com países mais rígidos (não é disponível nestes).

O Blood Pack não é uma simples opção gráfica e nem um “balde de tinta”, desta vez a CA teve recursos e tempo de realmente adicionar um novo elemento, além de ficarem sujas, pela primeira vez as unidades tem animações para decapitações e desmembramento, até o sangue tem uma animação própria, bastante exagerada, mas bem no clima dos filmes tradicionais de samurais.

Sengoku Jidai Unit Pack ($3,25): adiciona 10 novas unidades de elite, em geral uma para cada facção (sendo que algumas facções dividem a mesma unidade), no modo de campanha single player, essa unidades, por serem de elite só estão disponível preenchendo certos pré-requisitos. No modo multiplayer, você tem acesso a todas elas, mas só pode usar uma por vez, fora que seu custo é alto, o que mantêm o balanceamento do jogo.

Hatori Clan Pack ($4,99): Originalmente o clã Hatori estava disponível apenas para quem fez alguns tipos de preorder, mas agora é possível obtê-lo. Como devem ter notado pelo nome familiar, este clã é especializado em ninjas. Além disso, o DLC adiciona uma nova batalha histórica – Nagashino.

Ikko Ikko Clan Pack ($4,99): Adiciona um novo clã, cuja a especialização são os monges, além de seus monges serem melhores, o clã Ikko Ikko possui unidades novas como as Warrior Nuns, Naginata Warrior Monk Hero; e um tipo de agente exclusivo – o monge Ikko Ikko que tem sua próprias habilidades. Fora isso, adiciona novos Reteiners e uma nova batalha histórica – Nagashima.

Rise of the Samurai (expansão) ($9,99): Este não é apenas um DLC, mas uma expansão completa que adiciona uma nova campanha que ocorre 400 anos antes, no fim da era Heian, durante a chamada Guerra Gempei, entre os Minamoto, Taira e Fujiwara. Você pode escolher entre qualquer uma das três famílias, que são dividias em 2 clãs irmãos, em um total de 6 clãs bem únicos.

Por ser muito antes do período do Shogun 2, várias coisa são bem diferentes e a expansão consegue captar bem isso, por exemplo: como nesse período a classe dos samurai estava recém crescendo (dai o título), os exércitos são bem mais desorganizados e as próprias batalhas eram mais duelos em massa. No jogo isso se reflete tanto no fato que agora você tem o grosso das suas tropas limitadas a levas de homens armados com naginatas, espada ou arcos, mas que são bem mais frágeis comparado os Ashigaru do Shogun 2, como os próprios samurais, que nesse período usavam muito o arco, tem boas armaduras mas são caros e em um número pequeno.

O próprio visual das unidades reflete isso, seus conscritos em geral tende a ter quase nenhuma armadura, muitos estão descalços. Não há porta-estandarte e eles próprios andam de forma bem mais dispersa se comparado a unidades do Shogun 2. Já os samurais usam principalmente arcos e as características armaduras do período, que eram bem famosas por suas ombreiras gigantes e seu visual bem mais “quadrado” se comparado as armaduras do perído Sengoku.

Temos também quatro agentes novos, na maior parte são parecidos com os do Shogun 2 com algumas diferenças: a Shiraboshi, que pode convencer generais e agentes inimigos para vierem ao seu lado, distrair exércitos inimigos e proteger os seus agentes e generais de serem seduzidos; O Monomi é quase um ninja, ou um ninja antes dos ninjas, ele pode sabotar, espionar e assassinar; Junsatsushi é um agente que pode convencer facções menores e neutras e se juntarem a você e pode subornar agentes inimigos. Por fim o Sou é como um monge, ele pode acalmar ou revoltar a população ou convencer agentes inimigos a desistirem de suas causas.

Também foram adicionados quatro novos tipos de heróis, entre eles o Tetsubou Monk Hero, Onna Bushi Heroine, Naginata Warior Mok Hero e Mounted Samurai Hero. No mar temos 10 navios do período, além de novas habilidades para eles.

Fall of the Samurai (expansão/standalone) (Preview) ($29,99): Ocorrendo agora 400 anos a depois do Shogun 2 original, durante os século 19, tem como cenário a queda do Shogunato dos Tokugawa e a Restauração Meiji e abertura do Japão durante a chamada Guerra Boshin. De um lado estará o Shogunato, apoiado por três clãs: Aizu, Nagaoka, Jozai e do outro o Imperador apoiado por outros três clãs: Choshu, Satsuma, Tosa.

Os combates inicialmente serão marcados pelo conflito entre o shogunato tradicional com unidades antigas contra as tropas imperiais já iniciando uma modernização para posteriormente ambos os lados lutando com exércitos modernos mais bem característicos e diferentes entre si.

O jogo trás várias unidades modernas, como inclusão de navios a vapor e poderosos encouraçados. No combate terá mudanças como à possibilidade de um exército pedir um bombardeio de algum navio próximo e a presença de canhões costeiros em batalhas navais. Agora também é possível comandar mais do que 20 unidades em uma batalha, desde que haja um exército próximo o suficiente, pode haver até 40 unidades de cada lado.

No modo multiplayer agora será possível ter mais de um avatar, além da adição de mais retainers, peças de roupa e armadura para customizar seu avatar e uma nova skill tree para refletir melhor o período.

Outro ponto é a interação com poderes estrangeiros como Estados Unidos, França e Inglaterra, essenciais para avançar na skill tree de tecnologia e para obter algumas unidades únicas.

Créditos da revisão e montagem do post ao  Kazz.

Joao Salvador

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

3 Comentario(s)