Salve, galera!

E é no clima de paternidade e Flame War que trago mais um Gamics de Rockman, dessa vez da série X! Todos os títulos de Rockman receberam versão mangá. Bem fiéis aos jogos, a maioria foi publicada pela Kodansha (a mesma da Shonen Jump), e na mesma época em que os games foram lançados. Além delas, tivemos a série Irregular Hunter X, pela Editora Fukkan. O traço da série da Kodansha (e mais conhecido) é de Yoshihiro Iwamoto, seguindo bem o estilo dos mangás dos anos 80 e 90. É mostrada a escalada de X de forma até se tornar um Maverick Hunter experiente, expandindo o universo do personagem de forma competente, com uma narrativa coesa e personagens carismáticos. E apesar de parecer clichê, vamos aos personagens:

X: Maverick Hunter pouco experiente, X sente muito o sofrimento dos humanos. Com sentimentos que a maioria dos reploids não tem, não  é revelada imediatamente sua origem. Não é muito hablidoso devido ao seu ranking, não sabendo usar a técnica “Triangular Kick”, que nada mais é do que os “pulinhos na parede” do jogo.

Zero: Chamado de Senpai (veterano) por X, Zero é um Hunter de alta classe, que domina a técnia “Triangular Kick”. Aos poucos seu passado é revelado, sendo que no início do mangá X acreditava que o veterano passaria para o lado de Sigma, o que não acontece. Sua melhor “perfomance” foi em Rockman X4, em que desafia a todos (incluindo X), para fazer o que acha correto.

Sigma: O grande vilão da série, não é revelado nada sobre o virus Sigma a princípio. Líder dos Maverick Hunters, o vilão instiga que os reploids se revoltem contra os humanos. Incita os 8 grandes Hunters Classe a a se unirem a ele.

Ville: O nome original do personagem é Vava (é….). Maverick procurado, foi um dos primeiros a se unir a Sigma, liderando o primeiro ataque dos robôs renegados contra a humanidade. Quase destrói X, mas é impedido por Zero.

O legal do mangá é principalmente ver certos aspectos que imaginamos: X é incumbido por Zero a derrotar os oito Mavericks, enquanto ele vai tirar satisfação com Sigma (por isso ele está preso na fortaleza do vilão quando X chega) e os chefes do jogo tem personalidades bem construídas, e novos personagens são apresentados (mesmo que por pouco tempo).

Considero os acontecimentos dos mangás de Rockman X mais canônicos que os do anime Day of Sigma, que apesar de ser mais recente mostra muitas pontas soltas relacionadas a cronologia da série. Pena que nenhuma editora se interessa em lançar (nem mesmo o Rockman Megamix se interessaram até hoje), então para ajudar a galera, taí um site (em english) que tem as séries de mangá: http://mangafox.me/manga/rockman_x/ Espero que aproveitem!

Ah, e essa série é tão icônica que a bandai, ao lançar a linha D-Arts de action figures da série X, fez uma edição limitada baseado no mangá: E é isso aí galera! ainda tem mais dois tipos de HQs de Rockman que quero falar, mas essas ficam mais pra frente. Nos vemos daqui quinze dias!

no images were found

Escritor frustrado e viúva da Sega, acho que sou o único que gosta dos amigos do Sonic (até mesmo aquele gato estranho do Adventure 2).

Facebook Twitter YouTube 

Categoria:

Gamics

Tags:

, , , , , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

5 Comentario(s)