Olá pessoal!

Nossa, como está difícil começar os posts ultimamente… Confesso que estou um tanto desanimado, pensando em como revitalizar as coisas por aqui (além de uma gripe que não me deixa e ataque de sinusite esporádicos). Mas enquanto não penso em nada vou trazendo algumas coisas pra vocês!

A galera sabe que prefiro a DC a Marvel. Não é fanboysismo, pois gosto muito da Casa das Ideias, mas ultimamente tenho preferido a Distinta Concorrente. Mas uma coisa eu tenho que admitir: a Marvel dá uma surra na DC em games. Prova disso será o post de hoje, que tal qual o dos Vingadores, irei listar os principais jogos que envolve a Liga da Justiça (na minha opinião):

 

Justice League Task Force

 

Os anos 90 foram marcados por muitas coisas nos quadrinhos: mortes, ressurreições, “vira-casacas” e clonesquenãosãoclones estão entre elas. Porém, uma constante em todas as editoras de heróis do período são as “Task Forces”, ou como chamavam no Brasil, Força Tarefa. Como não podia deixar de ser, a Liga teve sua “equipe de bad-ass prontos para agira antes dos inimigos”, com uma formação só com os medalhões (ironiaaaa…):

E, apesar do massacre em vendas da HQ, Justice League Task Force rendeu jogo de luta pra SNES e Mega Drive, mas contando apenas com Arqueiro Verde e Despero da formação correta.

Tal qual como  maioria das coisas nos anos 90, o game é uma lástima: jogabilidade extremamente travada (mesmo sendo de 95, tínhamos jogos beeem melhores na época), com uma história pífia, mas que pelo menos explicava por que herói enfrentava herói: eram uma espécie de clones.

E estava tudo lá: o Superman de mullets, Batman de preto após voltar a andar, Flash Wally West… Só faltou mesmo o Aquaman  com o arpão no lugar da mão. O grande vilão, Darkseid, lhe enfrentava em sua terra, Apocolips, mas tudo era genérico demais…

 

Justice League Heroes

Lançado em 2006 para os consoles “geração PS2″, JLH segue os moldes Beat’n Up de Marvel Ultimate Alliance, com alguns poucos (e bobos) puzzles. A história é o mesmo clichê, onde o aparente inimigo se torna uma ameaça muito maior.

A grande sacada do jogo era a quantidade de personagens, havendo além dos heróis, skins de sagas diferentes, que favam um ótimo fator replay: entre os personagens clássicos estavam os Lanternas Verdes John Stewart (que é o Lanter default do jogo) e Kyle Rayner, a maga Zatanna e o Arqueiro Verde. Dos skins, destacam-se a roupa de Jay Garrick, o primeiro Flash (conhecido aqui no Brasil como Joel Ciclone).

 

Mortal Kombat vs DC Universe

Em uma época em que ainda não se falava sobre Marvel vs Capcom 3, a Warner decidiu lançar um crossover no mínimo diferente: juntar os heróis e vilões da DC com os Artistas Marciais de Mortal Kombat. Com uma história até que decente (justificando como o Superman levaria porrada do Scorpion, por exemplo), MK vs DC Universe serviu para afundar de vez a Midway.

Agora, como eles evitariam que heróis de princípios como Superman e Batman não matasse os oponentes? A solução foi criar o “Heroic Brutality” (-_-)… Ao menos tivemos alguns inclusções interessantes, como o Exterminador (Deathstroke), Mulher Gato e Capitão Marvel, mas nem isso salvou o jogo da bomba que ele é.

Ainda temos DC Universe Online e  o Injustice: God Among Us, mas o primeiro é mais um jogo do Universo DC mesmo, ao invés da Liga. Já o segundo é bem baseado na atual fase da DC, os Novos 52, onde os heróis foram reformulados- mas como está pra sair ainda, prefiro não comentar muito (mas as expectativas não estão muito boas).

E é isso aí galera. Post rápido novamente, mas espero que tenham gostado! Até daqui quinze dias!

Escritor frustrado e viúva da Sega, acho que sou o único que gosta dos amigos do Sonic (até mesmo aquele gato estranho do Adventure 2).

Facebook Twitter YouTube 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

7 Comentario(s)

  • Tá bom, fiz um esforço sobrenatural pra ler, é só imaginar que é um podcast escrito que eu consigo (o fernando dando a opnião no meio ajudou xD)
    Não que você escreva mal (pelo contrário) mas é que não posso ler e trabalhar ao mesmo tempo…

    Maaas, deixando de enrolar, vamos ao assunto:
    Ninguém bate o Batman.
    Desde que existe videogame tem jogo bom do Batman e por mais que jogos da Marvel sejam bons, poucos são tão bons quanto os do Batman e nenhum atualmente chega aos pés da série Arkham, até mesmo o incrível Marvel vs Capcom não dá conta.

    Ou seja, não sei de nada.

    Na perspectiva de jogador, acho se vale a pena a DC deixar os outros heróis de lado e continuar acertando com o Batman, pra mim tá valendo.
    Mas na perspectiva de designer, não sei se isso serve como desculpa pra DC não fazer jogo de outras franquias também.

  • FernandoX 4 anos atrs

    jogos do batman >>>>> TUDO DO MUNDO

    BRINKS NEM É

    mas a série Arkham foi foda!
    já da liga da justiça nunca joguei muita coisa mesmo

  • Ogro Himself 4 anos atrs

    Esse visual mullets do superman na epoca do SNES era algo …

  • Tohno Shiki 4 anos atrs

    Olha o título do jogo "The League Battle the greatest enemies themselves", claro com jogabilidade da Sunsoft o inimigo mesmo era o controle e o Aquaman nem era o badass de arpão

  • Emeagate_ 4 anos atrs

    Os jogos da Marvel, quando não eram produzidos pela LJN eram muito bons.
    Já os da DC, alguns apenas, e só alguns do Batman ainda, de resto pode jogar fora. Só foi começar a melhorar MESMO agora no Arkham City. Ou vai me falar que Batman Forever era bom?!?!

  • Knight Blazer 4 anos atrs

    Tenho algumas memórias desse jogo de SNES. O Superman tinha o mesmo sprite do Superman em Death and Return of the Superman (também para SNES). Considerava ele o mais apelão, pois ele tinha um golpe de voar para fora da tela e voltar com um soco no chão. O jogo em si era fraquíssimo, nota 0 até em diversão.

    O de PS2 não gostei muito. Joguei até a terceira fase, e desisti porque o chefe dessa parte era difícil (era uma rainha inseto). Gostei de algumas coisas, mas ele pareceu um dungeon crawler bem genérico. Eu já havia jogado X-Men Legends 2 antes, e pensei que ia gostar deste por ser do mesmo estilo, mas acabei não gostando.

    O MK vs DC nem joguei direito, só notei que o Flash é apelão como o diabo.