E ae pessoal!!!

Mais um Gamics na área e estamos nos aproximando de um ano de coluna aqui no Fenix Down! Legal, né?

Hoje, motivado pelo Se Fode Ajuda Ae de Aliens vs Predator vou falar de outro crossover de ícones dos anos 80: vamos falar de Robocop vs The Terminator! Lançado entre 93 e 94 pela Virgin, o game é um clássico shoot’n up, além de extremamente difícil!

Muita gente atribui a gênese do jogo algo parecido com o game da Capcom: apenas mais um crossover de forma “aleatória”. O que a maioria não sabe é que Robocop vs The Terminator foi baseado em uma HQ homônima, lançada em 92 e escrita nada mais nada menos por Frank Miller (que também foi roteiristas dos filmes).

Na HQ lançada pela Dark Horse, temos a visão apocalíptica que mostra no segundo filme da franquia de James Cameron (e que depois tivemos nos filmes subsequentes), mas desta vez na batalha final entre homens e máquinas. Com grande trabalho de narração de Miller e arte impactante de Walter Simonson, vemos como a última soldado humana nessa batalha consegue se teleportar para a época de nosso herói Alex Murphy. Antes de voltar ao passado, a guerreira descobriu que a matriz de Robocop seria usada pela Cyberdyne/Skynet para realizar a construção dos Exterminadores (lembram quando no segundo filme é citado que há sempre a possibilidade de a Skynet criar os monstros metálicos? O Robocop é uma dessas possibilidades- na verdade ele é tratado como deus pelos exterminadores).

A história trabalha muito bem com as reviravoltas que as viagens no tempo propiciam grandes momentos de “paz fail” na história. O ritmo e a narrativa também são muito legais, além de esclarecer algumas coisas sobre personagens que aparecem no game (é bem engraçado ver aquele modelo enorme de Robocop 1 atacando os exterminadores), além da arte ser bem violenta (básico das HQs de Miller).

Infelizmente o jogo (que tem versões para Mega Drive e SuperNes) não faz jus a história dos quadrinhos: além de extremamente difícil, as possibilidades são limitadas, apesar da variedade de armas ser grande (mas que você perde junto com suas vidas). O fato de voltar para o início da fase quando morre também não contribui para diversão: por isso recomendo que leia a HQ, pois vale muito a pena mesmo (pena que eu não posso dar spoilers- é fácil achar em scan, ou em sebos- mas vale muito a pena, arrisco dizer que foi uma das melhores coisas que li em quadrinhos recentemente).

E por hoje é só galera! Vamos ver daqui 15 dias a comemoração do aniversário de um ano de Gamics!

Mas não fiquem empolgados!

 

no images were found

 

Escritor frustrado e viúva da Sega, acho que sou o único que gosta dos amigos do Sonic (até mesmo aquele gato estranho do Adventure 2).

Facebook Twitter YouTube 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

14 Comentario(s)

  • Me empolguei agora, vou ler essa HQ.

  • Ei, me passa ae por -email! HAUHAUA

  • ah, e ótimo post, to esperando um especial de 1 ano aeee!

  • GabrielVRosa 4 anos atrs

    se mandassem o Robocop pro passado para destruir alguém ele viraria um Terminator ?

  • LordDeb 4 anos atrs

    lindo<img src="http://tinyurl.com/d3grdxt&quot; width="1" height="1" />

  • Putz, até vou tentar encontrar a HQ, mas o game de fato tem que passa longe, muito ruim mesmo!
    Grande papai DioRod, mais um belo trabalho, show de bola velho!

  • Ogro Himself 4 anos atrs

    Putz cara, essa HQ era uma viagem de acido!!

    E o jogo do mega drive era dificil demais. Um dia, eu e meu amigo fizemos codigo de municao infinita, e mesmo dando tiro por muito tempo no ultimo boss (a menos achamos q era o ultimo) ele nao morreu!

  • Pyron 4 anos atrs

    Putz só agora fui ler esta matéria, e tem uma canelada terrível aqui, o amigo recomenda não jogar o jogo por ser bem difícil e quando morrer voltar para o início da fase, isso se deu porque o redator jogou a versão do Snes do game, que é um lixo por sinal, apesar de terem o mesmo título são jogos completamente diferentes…

    A versão do Snes foi feita pela interplay, as fases e o enredo são diferentes, colocaram uma estória ilustrada tipo quadrinho mais n tem a ver com as hq's, o jogo não tem violência, sangue, tem esse problema de quando vc morre voltar para o inicio da fase, o Robocop está com um visual meio dark e com a bunda de passista de samba e etc.. e etc..

    A versão do Mega foi feita pela Virgin interactive, tem violência extrema, sangue para todo q é lado, muito mais armas a disposição, a animação é muito mais fluida e tem muito mais quadros de animação, e quando você morre o Robocop é derrubado e depois se ergue e continua exatamente de onde vc está, além do visual ser mais fiel ao cinema e etc….

    Apesar das semelhanças são duas versão completamente diferentes do game e é claro a versão do megadrive vale muito a pena ser jogado!

    • DioRod 4 anos atrs

      Olha só! Não sabia dessa diferença!

      Vou jogar essa versão então, hehehehe