Há pouco tempo adquiri um 3DS e estou sofrendo com os poucos jogos de qualidade que ele tem. Claro que sempre temos os Marios, o remake do Zelda, o próprio Kid Ikarus e o Star Fox mas convenhamos que os melhores games até agora são da prórpia Nintendo, salve algumas poucas exceções.

Enfim, como não estou querendo gastar uma média de 150 reais em um “joguinho de 3DS” eu comecei a dar uma passeada no E-Shop da Nintendo para ver se encontrava algum game que me fizesse gastar meu rico dinheirinho.

Baixei algumas demos de downloadable games (não os retails de 150 reais) e entre eles conheci o modesto Mutant Mudds. Parecia um jogo simples, com história rasa, gráficos em 8 bits e jogabilidade bem básica. No game você controla um garoto que em um belo dia estava assistindo Tv na sala com sua avó (enquanto ambos jogavam 3DS) e assistem uma notícia que mutantes de lama invadiram o mundo! Então ele pega seu Jetpack (sabe lá porque ele tem um desses) e uma pistola d’água e vai em combate aos alienígenas. A idéia é chegar até o final da fase desviando de espinhos, buracos, martelos e outros empecilhos, destruindo mutantes de lama. Simples, prático e agradável, principalmente por usar bem o 3D do portátil da Nintendo.

O jogo tem três níveis de cenário e todos são vistos na mesma perspectiva. A medida que você vai avançando você encontra plataformas que te jogam para o fundo ou para a frente do cenário causando um efeito diferente com o 3D do 3DS. Os martelos, pedras e bolas de espinhos que estão no seu caminho para atrapalhar, atacam do fundo do cenário para o plano onde você está então é interessante deixar o 3D ligado para ter uma maior noção de profundidade com os ataques de alguns inimigos, apesar de não ser obrigatório, só cria uma outra experiência.

Comprei o game pela bagatela de 10 reais (isso, reais) e que a princípio me apresentaria 20 fases. Ledo engano.

Como havia jogado apenas a demo, da qual me mostrava as primeiras 4 fases dos 4 de 5 mundos presentes no jogo, achei um game simples e sem muito desafio, apenas um passatempo para o meu portátil. Na verdade o jogo tem um crescimento absurdo, principalmente para aqueles que gostam de caçar 100% dos itens de uma fase.

Bom, como já comentei, o jogo constitui-se de 16 fases que vão sendo habilitadas a medida que você vai finalizando-as. Em cada fase você possui 100 pequenos cristais para coletar. Com esses cristais você pode habilitar upgrades que podem ser trocados na casinha de sua avó mercenária.

Os upgrades são uma pistola que atira mais longe, um jetpack que te dá a possibilidade de planar alguns segundos a mais na horizontal e um boost que te joga pra cima como um foguete. Cada um possui um valor de cristais coletados e você só pode equipar um por vez.

Agora, voltando a nossa matemática de fases: quando você finaliza as primeiras 16 fases, onde cada uma possui um mega cristal gigante no seu final, e coleta os 100 cristais de cada uma, o último “mundo” é liberado e você tem mais 4 fases (com 4 mega cristais gigantes) e 400 cristais menores para coletar.

E é aí que o jogo começa ficar complexo pois em cada fase existe uma porta que te dá acesso a uma fase extra, com um mega cristal gigante secreto, totalizando 40 cristais gigantes no jogo. O problema dessas fases é que, além de bem escondidas, algumas necessitam de upgrades para serem acessadas e cada uma delas tem uma dificuldade absurda. Elas possuem paletas de cores diferentes em homenagem ao Virtual Boy (V-Land) e Game Boy (G-Land).

O que era para ser um jogo casual e bobo, se tornou um mega game hardcore! A sua campanha se você apenas jogar as 16 primeiras fases sem coletar nada (apenas os 100 cristaizinhos por fase que é obrigatório para abrir o último stage) vai levar em torno de 2 horas. Agora, se você coletar tudo o que o jogo apresenta prepare-se para de 6 a 8 horas de gameplay!

Joguei o game freneticamente enfrentando os desafios das portas secretas com muita paciência e pressa porque além de tudo te matar ele tem 4 a 5 minutos para terminar a fase. A paciência fica por conta do game designer ser um filho da mãe que construiu muito bem as fases e o timing dos inimigos do jogo, de modo que ele sabe o que você vai fazer e como você vai agir na frente de um monstro. Várias vezes é necessário que você atire antes de pular uma plataforma para limpar a área e não ter surpresas que te arrancaram um de seus míseros 3 “corações”.

Em torno de uns 5 dias jogando o jogo de modo casual (e ao mesmo tempo hardcore) embalado em uma trilha sonora excelente e 8bits no melhor estilo Anamanaguchi, acabei com as 40 fases e coletei os 2000 cristais!

E eis que o jogo me aparece com mais 20 fases extras! Quando você termina tudo, o game habilita a vovó para a jogatina, que usa TODOS os upgrades de uma vez só (mercenária só me deixava pegar um por vez)!

Daí fica fácil né? De novo, engano seu!

As fases preparadas para a velha são realmente para os old gamers mais hardcores! Você necessita da precisão de pixels para terminar suas fases extras, que devem ser procuradas nas 20 fases do jogo e só ela tem acesso devido aos 3 upgrades. É extremamente desafiante e me fez xingar muito o maldito portátil.

Enfim, o jogo é viciante, desafiante e supre qualquer necessidade de um game hardcore em um 3DS. É possível jogar sem o 3D, não faz taaaanta diferença, tanto que o game também se encontra para PC! Se você está afim de xingar um pouco seu monitor (sério, não me sentia assim desde super meat boy) compre-o no Desura aqui.

Fica aí a minha recomendação (recomendo mesmo!) e se você não entendeu “lhufas” do que acabei de tentar descrever, confere o trailer do game aí abaixo!

Pior host do mundo, criou o Fênix Down para continuar falando de games. Mas sua mania compulsiva acabou criando mais colunas do que ele aguenta.

Facebook Twitter YouTube 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

18 Comentario(s)

  • Pixels explodindo na sua cara s2

  • GabrielVRosa 4 anos atrs

    Agora eu intendi,você cria o review
    E aí Diego ta sofrendo com o 3DS,ou já achou mas jogos pra ele ? :P

    • Cara esse eh um… Eu terminei 100% o mario 3D land, dai peguei esse e botei 100% tb
      Dai pulei pro fractured soul q eh bem mais ou menos e vou começar o spirit camera: cursed of memoir q peguei na black friday… Parece bem legal esse e em breve falarei sobre =]

      • Também ia comprar Spirit Camera, mas ouvi falar MUITO mal dele, todas as reviews dizem que você tem que estar em um lugar muito bem iluminado e se mexer que nem um maluco de um lado pro outro tentando girar 360 graus haha Não arrisquei 10 dólares nele…

  • pocket vin diesel 4 anos atrs

    Caraca……o site da bombando de colunas……… parabéns galera do FD!!!!!!!

  • eduardopato 4 anos atrs

    Parece maneiro ahaha Mas tem cara de jogo de portátil mesmo e 3DS não está nos meus planos futuros. Mas quem sabe um dia, já que esse texto me deu uma amigada. (y)

    Obs.: C-C-C-COMBO BREAKER kk

  • Shakespeare.|”The function of the press in society is to inform, but its role in society is to make money.” by A. J. Liebling.|”I have lived, tomorrow, I shall sleep in glory.” by Georges Jacques Danton.|”Wars teach us not to love our enemies, but to hate our allies.” by W. L. George.|”Work while you have the light. You are responsible for the talent that has been entrusted to you.” by Henri Frdric Amiel.|”I may not have gone where I intended to go, but I think I have ended up where I intended to be.” by Douglas Noel Adams.|”Death Its the only thing we havent succeeded in completely vulgarizing.” by Aldous Huxley.|”Every political good carried to the extreme must be productive of evil.” by Mary Wollstonecraft.|”Flowers feed the soul.” by Mohammad.|”Politicians are interes

  • LesmaPsicotica 4 anos atrs

    Que maneiro esse jogo. Por causa do estilo de arte e a dificuldade que foi descrita ele me lembrou o Cave Story+. Fiquei bem interessado.

  • caraca agora que vi q os ultimos 3 foram seus huahua