F4 e saudações! Depois de falar um pouquinho sobre ScummVM, que não era um emulador, na SaveState de hoje voltaremos ao tema com força total pois não vamos falar de um emulador qualquer, mas do maior emulador de todos. E não estou falando do Um Emulador.

Se você tem uma idade próxima da minha, conseguiu viver uns bons anos da era dos Arcades. Perdi a conta de quantas aulas matei tardes passei em fliperamas durante minha adolescência, gastando o dinheiro do lanche em fichas, desafiando outros jogadores e torcendo por seus amigos em um ambiente amigável, barulhento e cheio de fumaça de cigarro.

Bons tempos.

Hoje estamos habituados a ver nossos consoles favoritos disputando a tapa lançamentos exclusivos, mas no auge da era 16-bit, haviam grandes títulos que não estreavam nem no Super Nintendo nem no Mega Drive, mas sim nos Arcades. Um quesito muito importante na avaliação desses jogos pelas revistas especializadas era o quão fiel a versão do console era da versão dos fliperamas.

Até que um dia a máquina caseira superou a engolidora de fichas: a era do Arcade findou. Fliperamas que estavam espalhados em quase todos os bairros agora são muito raros. Então como podemos jogar novamente clássicos como TMNTSimpsons e Sunset Riders? Como podemos descer a porrada na versão mais perfeita de Mortal KombatKing of Fighters 96 e Super Street Fighter?

A resposta para os ficheiros aflitos é o emulador MAMEMultiple Arcade Machine Emulator (Emulador para Multiplas Máquinas de Arcade). Compatível com quase 8 mil ROMs de arcade o MAME se enquadra muito bem em seu acrônimo, pois uma grande comunidade contribui para adicionar suporte para mais e mais jogos. Ele é capaz de emular desde os primeiros arcades pixelados e vetoriais dos anos 70 até modernos arcades 3D.

O objetivo principal do projeto MAME é ser uma referência do funcionamento das máquinas que emula, para evitar que jogos históricos desapareçam para sempre quando o hardware de seus gabinetes parar de funcionar. O fato de que podemos jogar todos esses jogos em casa é um efeito colateral muito bem vindo, mas é não o foco principal dos criadores projeto.

Por ser um software de licença aberta existem inúmeras versões de MAME para diferentes plataformas. O Zophar’s Domain acusa a existência de 72 (isso mesmo, setenta e duas) versões para Windows/DOS, sem contar versões para outros sistemas operacionais e consoles.

Uma barreira que pode afastar a maioria dos gamers é que o MAME ainda é um emulador por linha de comando, com menus que são pouco intuitivos. Mas o problema mais comum entre os iniciantes é que a maioria dos ROMs que você tenta rodar no MAME não funcionam!

Mas agora seus problemas acabaram! O titio Ogro vai mostrar para vocês como conseguir fazer o MAME executar aquele jogasso maneiro que não roda de jeito nenhum. 90% das vezes o problema é:

  • Falta a ROM principal: um único jogo pode ter muitas ROMs diferentes. Uma delas é a ROM principal que possui o game original e as outras são as ROMs clone que funcionam como um patch de update ou localização daquele jogo. Por exemplo, se quiser rodar a versão em português de algum game você vai precisar também da ROM principal e da clone..
  • Falta o BIOS: é o programa embutido na placa do arcade que é necessário para o funcionamento dos jogos. Ele não é incluido no emulador para evitar problemas de copyright. Os jogos da SNK, por exemplo, que podem precisar do BIOS da placa Neo Geo.
  • Falta o CHD: Certos arcades modernos possuem dados em um HD interno que não estão contidos na ROM. Para cada uma dessas ROMs existe um arquivo .CHD que não passa da imagem desse disco. Exemplos de jogos que precisam do arquivo .CHD são Street Fighter III e Killer Instinct.
  • ROMs de NEOGEO ou CPS2: algumas vezes a ROM é ripada para rodar em um emulador específico daquela arquitetura e não funciona no MAME. Você pode tentar rodar esse jogo num emulador de CPS2 (como o Final Burn) ou NEOGEO (como o NeoRAGEX).

Nos 10% restantes o problema é incompatibilidade, e nesse caso não adianta chorar. Provavelmente MAME ainda não
emula totalmente esse hardware e você vai precisar esperar uma nova versão. O excelente site MAWS contém uma relação bastante completa das ROMs suportadas pelo MAME, com detalhes sobre sua compatibilidade e se a ROM necessita de BIOS ou CHD.

Existem emuladores de Arcade bem mais fáceis de usar do que o MAME. Como citei acima, máquinas da Capcom e da SNK possuem excelentes emuladores específicos. O MAME também possui vários projetos derivados, como o excelente MAME32 Plus! Plus!.

Mas o MAME original ainda é constantemente atualizado com suporte a mais jogos, e correções de bugs. Ele é o emulador de arcade vencedor quando se trata do volume de jogos compatíveis e apenas nele podemos apreciar muitas raridades que fazem parte da história dos arcades.

Recomendo muito que vocês o experimentem. F2 e até logo!

Página para download do MAME: http://mamedev.org/

Computólogo, RPGista, Gamer, viúvo da Sega e Sonysta.

Twitter 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

12 Comentario(s)

  • O MAME é o paraiso do retrogamer de arcade. O Chato dele são esses problemas de configuração e de caça aos arquivos certos pros jogos rodarem, fora que ele não é muito legal pra rodar jogos de plataformas mais pesadas como a CPS2/3/Naomi e Neogeo. Parei a muito tempo de usa-lo (de emular games em geral) porque não tinha paciência na configuração, mas deu até vontade de dar uma olhada nuns joguinhos de arcade clássicos agora ^^

    • fato cara… ter o arquivo correto é q mata =/

      • Pois é tem que ter muita paciência e nem sempre os resultados são bons. No caso dos jogos de luta da SNK mesmo é quase sempre certeza de frustração, mas pra quem quer jogar uns jogos mais antigos e é uma beleza. Os eternos beatem'ups da CPS1 mesmo são relativamente fáceis de achar e funcionam maravilhosamente bem. Lembro que só consegui terminar Punisher, Cadillacs & Dinossaurs e Knights of the round nele.hehe

        • os mega torrents já fechados pra isso ajudam =)

          • Ogro Himself 3 anos atrs

            Exato, era o q eu ia responder

            Se baixar um torrentzao de 20 GB, é certo q todas ROMS la dentro vao funcionar

        • Biostalker002 3 anos atrs

          Cara, eu me sinto envergonhado por não ter jogado Cadillacs and Dinosaurs no arcade… Mas o MAME salvou minha vida quando tudo parecia perdido no inicio dos anos 2000 :)

          • Hehe. Somos 2. Eu até que joguei bastante no arcade mas era quebrado e ruim no jogo, nunca tinha fichas suficientes pra continuar depois da parte do pântano. Quando tive acesso a internet em casa fiz a festa no emulador. Até R-type um foi zerado sem esforço!(a custa de infinitas fichas virtuais)heheeheh

  • Biostalker002 3 anos atrs

    O MAME é muito bom quando o assunto é reviver jogos da época de ouro dos arcades, mas emuladores de placas específicas são bem melhores, principalmente por causa da interface. Já usei-o várias vezes pra jogar um KOFzão com a galera ou jogar o SF Alpha 1, que nunca chegou na minha cidade. Sem falar na epopéia que foi pra rodar o Killer Instinct, que só terminou quando encontrei o emulador Ultra64 que serve exclusivamente pra rodar o KI e o KI2!

  • MAME é épico, sem ele não teria conhecido e jogado os fodas beat'em up's de D&D.

  • O mame não é um bicho de sete cabeças, basta ter um pouco de paciência com ele, sua interface não é tão intuitiva quanto aos demais, mas diria que sua única desvantagem é não possuir tantos filtros gráficos quanto os outros mas se fosse pra escolher um emulador seria ele por causa da sua enorme compatibilidade

  • Gilmarzinho 3 anos atrs

    Sempre que eu tentava jogar com o MAME, me deparava com a dificuldade de configuração.
    Nunca conseguia configurar para jogar usando um controle USB.

    Vou fazer alguns testes agora usando o JoyToKey, para emular (ah, tudo a ver com a coluna heim! hehhuaua) o teclado usando o controle. Se eu conseguir, volto aqui para comentar como foi.

    Parabéns pela coluna. Cada vez melhor!

    Té.