Nessa semana, o Poisony nos enviou seu review do jogo retrô Bit.Trip Presents: Runner 2 Future Legend of Rhythm Alien.

[gameinfo title=”Game Info” game_name=”Bit.Trip Presents: Runner 2 Future Legend of Rhythm Alien” developers=”Gaijin Games” publishers=”Aksys Games” platforms=”PC, XBOX 360, PS3, PS Vita, Wii U” genres=”Plataforma” release_date=”28/02/2013″]

BIT.TRIP.RUNNER não é um jogo fácil. É tão difícil quanto ter que refazer uma fase inteira só porque você calculou mal aquele último pulo sobre aquele maldito obstáculo pertinho do final. Mais difícil ainda é convencer alguém (principalmente alguém avesso a coisas retrô/oldschool) de que esse jogo vale a pena. Aliás, eu mesmo às vezes tentava me convencer disso. Tinha dias que nem mesmo a arte toda estilo “Atari-do-futuro” e a trilha sonora empolgante compensavam a curva de dificuldade desse demônio encarnado em forma de jogo, que do nada, te dava a fase mais longa e maçante do mundo pra você ficar agarrado E MEU DEUS O QUE ERA AQUELA ODDYSEY DO PRIMEIRO MUNDO SÓ UM MALUCO PRA PEGAR TODAS AS BARRAS DE OURO DAQUELA M…

Ah, é, esse é um review de outro jogo. “Bit.Trip Presents: Runner 2 Future Legend of Rhythm Alien“. Caramba, isso é nome de álbum de rock progressivo ou o quê? Vamos chamar só de Runner 2? Ou “joguinho em que o teu boneco corre automaticamente e você tem que pular, deslizar, chutar e refletir projéteis na hora certa“, como você preferir. Mas eu prefiro Runner 2, ok? OK.

Enfim, o Runner 2 é um spin-off da saga BIT.TRIP que a Gaijin vinha fazendo. A primeira coisa que notamos é que não tem mais o gráfico 2D com pixels grandões a lá Atari. Eu tenho certeza que tem algum hipster em algum canto da Internet chorando que isso tirou A ALMA do jogo ou qualquer baboseira assim. Ignorem, porque o 3D do jogo está muito bonito e com um estilo de desenho animado antigo no mapa e nas cutscenes que casa muito bem. Claramente eles têm outra proposta com isso, de fazer o jogo ser atraente pra pessoas que não curtem tanto a levada retrô.

Lembra quando eu disse lá em cima que é difícil convencer alguém que o BIT.TRIP.RUNNER vale uma jogada com aquele estilão (maravilhoso, na minha opinião) de Atari? Agora com esse gráfico eu posso convencer até aquele colega de trabalho seu que só conhece Angry Birds de que a parada é legal. Mas isso gera um novo medo. E se além do gráfico o pessoal da Gaijin decidiu deixar o jogo mais acessível e burro? Ou, pior ainda… CASUAL?!

Bom, aí chegamos ao que importa. O pessoal que busca um desafio a par do BIT.TRIP.RUNNER (seus malucos!) e o pessoal que não manja qual é a desse negócio de videogame podem ficar, ambos, tranquilos, porque esse joguinho está dando praticamente uma AULA de como tornar seu jogo mais acessível sem alienar sua base de fãs anterior. Os níveis de dificuldade agora estão muito mais equilibrados e o jogo agora conta com um checkpoint no meio de cada fase, que o pessoal mais hardcore pode escolher simplesmente ignorar e passar por cima (novamente: seus malucos!). Todo mundo pode se divertir e customizar a experiência quando e como quiser. Além do mais, a Gaijin foi esperta em adicionar ao Runner 2 mecânicas que outros jogos casuais (bons e ruins) vivem usando, como pequenos objetivos de progresso (Rewards), ou coisinhas estéticas destraváveis (novos personagens e roupinhas).

Conclusão: Runner 2 é um “joguinho de correr e pular” mais gostoso pra todo mundo. Quem não gostou do BIT.TRIP.RUNNER original tem uma segunda chance e quem gostou vai poder se aprofundar no desafio de um jogo que, sim, é mais acessível, mas não esqueceu do essencial: ser um jogo divertido e desafiante.

Ah, sim. Eu quase esqueci. Logo que você abre o jogo, após um anúncio de um produto fictício qualquer, o narrador diz “I’m Charles Martinet, and now it’s time for Bit.Trip Presents Runner 2: Future Legend of Rhythm Alien”. Não digo mais nada, quem conhece sabe.

Trailer:

Host do Last Hit, atração sobre League of Legends do Fênix Down. Videos, podcasts e futuramente muito mais.

Facebook Twitter 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

4 Comentario(s)

  • Tem a voz do Mario no jogo?hehe
    Muito bom o texto Poisony. Eu curti muito o Bit Trip Runner original, mas a dificuldade que exige memória fotográfica e reflexos condicionados do mundo 3 me fizeram dar um rage quit a 3 levels de terminar o game. Até hoje não consegui voltar.
    Esse trauma me impediu de ter qualquer tipo de hype em relação ao segundo game que realmente está muito mais bonito. Algum dia quando conseguir terminar o primero pego ele

    • Poisony 3 anos atrs

      Obrigado!

      Bom, como eu disse, esse tá com a dificuldade bem mais acessível que a loucura hardcore do Bit.Trip.Runner. Pega sem medo e boa sorte pra terminar o outro, que tu vai precisar, hahaha.

      • É, uns amigos aqui no Steam jogaram e conseguiram avançar bem rápido no 2, mas não me sinto confortável em joga-lo a 3 levels de terminar o original…tradução: talvez nunca jogue esse U_U

  • safomatetor 3 anos atrs

    Eu joguei até um pouco o primeiro, mas é bem tenso quando você ta quase no final e tem que fazer aquela ultra mega foda fase TUDO DINOVO, isso me fez desistir rapido, mas da pra passar o tempo com todo aquele arco-iris com uma musica sincronizada com seus pulos XD