Olá pessoas!

Pra quem frequenta as bancas de jornais aqui no Brasil percebeu a quantidade cada vez mais crescente de HQs baseadas em games. A grande maioria em encadernados, o que nos ajuda a acompanhar uma saga de nossos heróis em uma mídia diferente logo de cara. O que a maioria não se ligou (eu acho) é que algumas dessas HQs não só ajudam a melhorar a experiência num game como podem até mesmo ser parte integrante e ter ligação direta com a experiência dos jogos!

Se liguem que pode ter alguns leves spoilers aqui, hein?

Em Assassin’s Creed a Queda, por exemplo, somos apresentados a Daniel Cross, um rapaz que é atormentado por visões do passado e foge delas usando drogas. Ao conhecer uma garota, ele descobre que essas visões são muito mais do que apenas viagem de ácido. Cross foi apresentado a Irmandade dos Assassinos, e sua devoção a causa o fez chegar ao status de quase um messias para os Assassinos, até descobrirem a verdade:

DanielKillMentor

Daniel era uma arma dos templários para destruir os Assassinos. Se infiltrou entre os inimigos, descobriu cada base da Irmandade e deu a informação de bandeja para os maiores inimigos do credo.

Em AC3, Daniel é um soldado da Abstergo, e aparece algumas vezes para atormentar Desmond:

Para mim, isso foi muito legal de se ver e apesar de todos as “decepções” do game (um dia falarei sobre isso decentemente), esse pequeno extra, que só alguns identificaram, me fez gostar um pouco mais das partes do jogo com o Desmond…

Um outro exemplo está na série Gears of War, que também recebeu adaptação para quadrinhos: no terceiro game da franquia conhecemos Jace, um novato no Delta Squad que (ora vejam só) não morre no decorrer do jogo. O mais interessante é que o personagem é o protagonista primeiro arco de histórias da HQ baseada na franquia e fez tanto sucesso que foi incluso no jogo principal. O personagem Barrick também está acessível no game, mas como um extra do jogo via DLC.

5658.Jace 610.jpg-610x0

Acredito que essa seja a melhor transposição de um personagem de um universo expandido para outro (no âmbito games), pois o personagem além de se destacar na HQ ganhou sua parcela de fãs ( e bonequinhos!).

E claro, não posso deixar de falar das séries da DC, na clássica adaptação quadrinhos-games-quadrinhos. Jogando Batman Arkham Asylum/City, por exemplo, podemos ver os eventos que aparecem apenas como extras no jogo, de forma bem dinâmica e com um traço extremamente competente.

baa-promo2

Um exemplo: no segundo game, quando são apresentados os dados sobre o Coringa, é citado que ele foi o primeiro a chegar a Arkham City. Na HQ descobrimos como isso aconteceu. Outro ponto interessante é ver como Hugo Strange descobre que Batman e Bruce Wayne são as mesma pessoa, além de como ele se infiltra para descobrir as coisas dentro da cidade.

Outro exemplo da editora de Batman e CIA também fez o mesmo com Injustice, contando tudo o que precisamos saber sobre os eventos do game.

GoW1pag1Infelizmente, as maiores franquias das duas gigantes dessa geração ficam “aquém” nesse quesito: as HQs de God of War por exemplo, poderiam render um jogo excelente, mas o plot foi meio “esquecido” em GoW Ascencion, onde ele ainda usa as blades of chains blodonas do mal. E o mesmo podemos falar de Halo, que apesar de expandir o universo do game, muito pouco (ou quase nenhum) acontecimento elevante da HQ é transposto para o jogo.

Eu, particularmente, amo essas interações: seja em games, animes, livros, HQs, filmes… A prova de diversas mídias “conversarem” entre si, faz com que a obra (independente da mídia original) prove que ela é competente o bastante para ser explorada das mais variadas formas. Mas, infelizmente, não são todas as HQs que agregam algo aos games, seja pelo fanboysmo ou por falta de interesse da produtora do game, mesmo com nomes como Marv Wolfman (Novos Titans) e Brian Michael Bendis (Capitão América).

Mas agora deixo a bola para você, fiel leitor: usar HQs para expandir o universo dos games, com os acontecimentos de uma mídia interferindo na outra? Ou é melhor usar como prequels ou eventos menos importantes e spin offs são melhores para manter a experiência apenas no game? Comentem aí!

Escritor frustrado e viúva da Sega, acho que sou o único que gosta dos amigos do Sonic (até mesmo aquele gato estranho do Adventure 2).

Facebook Twitter YouTube 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

8 Comentario(s)

  • Muito bom Diorod. Apesar de estar meio distante do mundo dos quadrinhos atualmente eu adoro esse tipo de ação, expandindo o enredo do jogo em outra mídia (de forma competente claro) e nos quadrinhos geralmente fica muito bacana.
    Li a de Gow e realmente é show. A de AC eu ainda não li mas ta na lista, assim como a de Gears.
    A de arkhem tem uma edição que serve de introdução a história do primeiro e é de graça na PSN (baixei pelo Media Go pro PSP. Só é escondido, mas colocando Batman na busca aparece)

    Mas senti falta principalmente de Mass Effect que tem várias mini séries em HQ e livros interligando os games, contando partes importantes da história como a recuperação do corpo de Sheppard pela Liara.

    • DioRod 3 anos atrs

      Esse eu não falei por que não li… =(

      MAs valeu a dica, cara! Apesar de não ter jogado Mass Effect, as HQs me interessam…

      • Ah, entendo.
        Bem, é melhor jogar primeiro, senão pode ficar boiando em algumas. São bastante integradas ao lore do jogo.Mas são muito boas. ^^

  • Leonardo Leão 3 anos atrs

    As HQs de AC, Gears e Arkham City são phodas! Tenho as 3, e fico sempre de olho pra alguma a mais que sair. Recentemente saiu a de Diablo, mas ainda não sei se é boa…

  • Eu tenho a de Halo e a de Batman Arkham City. A de Batman é muito loka, mas de Halo não me atraiu. O traço eu achei estranho e a história confusa. De games eu só compro o que sai na Comic Shop do Shopping Campo Limpo porque ainda não criei o hábito de comprar HQ online, só livros. Mas como lá tem a HQ de Diablo vou ver se pego pra ler, parece ser pequenininha mesmo. Hehe! Parabéns pelo post, que só me incitou mais a comprar AC: A Queda ainda mais. E mals ai não comentar. Faculdade e seus seminários, sacomené? xD

    • DioRod 3 anos atrs

      Fique tranquilo, cara! Sei que pra maioria da galera é ruim comentar, especialmente por que ele fica durante o FDS, e a galera mal acessa sites nesse período!

      Eu tb estou pra pegar a do Diablo- gosto de cenários medievais e o traço da capa lebra o Mike Mignola (Hellboy).

      E sobvre AC a Queda, se tu tiver XBox e o AC: Revelations (ou seria o Brotherhood? não lembro), vem um personagem do MP de grátis!

  • Muito legal o post. Não conhecia nenhuma dessas HQs, achei bem interessante.

    Eu acho muito legal esse negócio de expandir o universo do jogo, independente da mídia, mesmo eu nunca lendo/ assistido nada fora dos games….tirando o adventure children do FF VII

    E livros legais? Tipo vejo aquele do uncharted nas livrarias e me deixa curioso