Sejam bem vindos ao Continue! Um podcast que chega para celebrar e relembrar a sétima geração de consoles que terá seu fim muito em breve!

Neste segundo Continue,  Diego, Beto Estrada (MRG), Caio Corraini (GotR), Pablo Prime e Natchy recebem Alex Seph para discutir o desenvolvimento do gênero de RPG dentro dessa última geração!

Neste podcast: Como foi o passado de cada um com o gênero de RPG? Um game de RPG um dia conseguirá superar o jogo de mesa?  Qual o primeiro e o melhor RPG que cada integrante deste podcast já jogou? O que aconteceu com os JRPGs? O crescimento do RPG ocidental nesta geração empurrou os orientais apenas para os portáteis e o wii? Seria a Bioware a grande vilã desse fenômeno? Qual foi o problema de Final Fantasy XIII? E o que esperar para a próxima geração dentro do gênero? Alguém realmente acha Ultima Online o melhor RPG de todos os tempos??? Ouça agora!

Ouça já e não esqueça de deixar o seu comentário sobre o assunto aqui embaixo com a sua lista de RPGs favoritos dessa geração!!!

Edição final e trilha: Diego

Agradecimentos ao Felipe Raabe, o Chi que fez os templates para essa coluna e ao PedroHenri que adaptou-as para a quinta edição deste cast!

Feed do podcast: http://feeds.feedburner.com/fenixdownpodcast

Links:

Qualquer dúvida, sugestão, crítica ou elogio, envie para contato@fenixdown.com.br! E siga-nos no twitter : @fenix_down !

>>>Versão zip para download!

Pior host do mundo, criou o Fênix Down para continuar falando de games. Mas sua mania compulsiva acabou criando mais colunas do que ele aguenta.

Facebook Twitter YouTube 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

179 Comentario(s)

  • LocoMilk 3 anos atrs

    Opa, pra salvar o dia!!! Valeu!!

  • Ficha, ficha, ficha, cadê a porcaria da ficha!

  • Ei, acabei de notar que eu não acho botão de compartilhar, é vesguisse minha ou realmente não há?

  • Cara os Jrpgs são estranhos porque no japão todo homem é homesexual, eles se casam para gerar filhos e depois se separam…por isso a androgenia é tão popular…o governo inclusive da incentivo fiscais para os homosexuais

    Sinceramente RPG em si é um gênero ultrapassado porque era oque dava para fazer na época, gostar de RPG hoje em dia é como comer fezes…você pode fingir que está gostando mais mesmo assim ainda está comendo merda

    • UHAUHAUHAUHAUHAU vc está louco como sempre Liev
      lembrando qu hoje em dia tudo tem um pouco de rpg, então vc come fezes aos pouquinhos em cada jogo =)

      • Gordinho do baixaki 3 anos atrs

        Esse cara deve ser um " leite com pêra " que começou a jogar videogame neta gen , ou seja , não conhece nada de jogos de verdade , principalmente rpg , que tem seus melhores jogos nas gens anteriores ( até PS2 ) , deve ser mais um " geração COD " da vida , hehehe …

  • Heuaheuaheua
    Tiveram que summonar o Alex pra ter alguém que se importasse com RPG hoje.
    Tá tenso a coisa…

  • SeoCrispim 3 anos atrs

    Maravilha!
    O projeto que é o verdadeiro Megazord da podosfera gamística brasileira.
    Parabéns Diego e todos envolvidos.

    • Muito obrigado, mas deixo todos os créditos para os convidados. Eu só estou ali para puxar assunto =)

      • Ou seja, você merece os créditos por ser aquela coisa gosmenta e grudenta que une todos eles.

  • pedrohenri 3 anos atrs

    "Agradecimentos ao Felipe Raabe, o Chi que fez os templates para essa coluna e ao PedroHenri que adaptou-as para a quinta edição deste cast!"

    Me deu um trabalho do kct, perdi a noite inteira fazendo isso.

    • não tiro tu créditos pq tu me ajudou muito, mas tu me entregou em 10 minutos, seu puto!

    • Cara, fala sério, o que seria do Diego sem nós?

      • certamente eu seria maior, os nós é que me encolhem

        • Dafuq! Você se amarra ao chão pra não crescer, Diego?

          • sim, e volta e meia tenho q me desdobrar para fazer as paradas do site!

          • Você se amarra em nós, se desdobra, não é maior, tu tá achando que mobile de origami? Tá maluco? Fumô pena de Fênix?

          • nunca fumou? te falar que dá uma onda de levantar defunto…

          • Cara, só não digo que essa foi a pérola do meu dia porque tô ouvindo algumas altamente brilhantes no Continue pra competir.

          • é, esse cast está incrível uauhauha essa equipe solta cada uma que eu mesmo não acredito uhauhauhuha é hilário gravar com esse pessoal =)

      • pedrohenri 3 anos atrs

        Coitado, tenho dó dele. É muita dependência. hahaha xD

  • Ainda não ouvi, mas sei que o Roberto falará de FIFA.

  • "Quer desafio rasga o comprovante de residência e tenta abrir conta no banco"…Perdi a vontade de jogar Dark Souls depois dessa kkkkk

    Sinceramente FF13 FOI O MELHOR FF ATÉ HJ

    Pontos fortes:
    – A linearidade não te deixa perder tempo
    – É o melhor sistema de batalha de todos os FF
    – Cenários e Caracter Designer ABSURDOOOOO
    – Trama de todos os personagens jogáveis é brilhante (ex:personagem principal é lésbica)

    Fracos:
    – é um RPG por isso a nota é ZERO

    Na boa se Zelda é RPG, God of War também é (mecânica igual)…as pessoas confundem RPG com tema medieval, daqui a pouco vão falar que Age of empires e a serie Game of Thrones são RPGs

    • Logo, The Sims é RPG, certo?

      • huum….eeeer….não

        • Ok, me diga UM elemento de RPG que não tem na série The Sims.

          • Faça dois sims se odiarem e peça pra eles interagirem.
            Próxima tentativa.

          • isso não é combate. Eu tenho que forçar a briga…. eu tenho q pedir q eles interajam… e ainda tenho q criar a desavença…
            The sims não tem e nunca terá Boss Battles

          • O mesmo vale pra Great Wolf Sif.
            Boss Battle é coisa de RPG?
            Bem, você briga com teu chefe todo dia dependendo a profissão que tu pegas.
            Próximo.

          • great wolf sif é uma sidequest. Coisa que the sims tb não tem. Ler um livro não é uma sidequest.
            Briga com chefe de trabalho não dá xp, só da apurrinhação. Alias, pode te fazer descer de nível.
            Vc está deturpando as coisas…
            The sims nem ENREDO tem
            Não tem PUZZLES
            Não tem Random Battles
            Não tem nexo aquela merda, jogo ruim, alias, aquilo não é jogo é um SIMULADOR
            E não me venha com próximos
            ganhei

          • É uma sidequest que você precisa pra matar os 4 reis e terminar o jogo, não?

            O enredo de the sims é feito a partir da narrativa do jogador. Qualquer um pode fazer sua história.

            Quero ver você pegar a menor casinha da vizinhança e colocar tudo o que você quer lá dentro sem que ninguém morra preso na máquina de lavar. Isso é um puzzle.

            Você nunca sabe quando o fogão vai pegar fogo e você vai ter que lutar por sua vida nessa random battle.

            E, enfim, ter nexo e ser bom nunca foram um elementos de RPG, Xenogears e Ragnarok 2 (respectivalemte) que o digam.

            Usei o continue e ganhei!

          • desisto, vc deturpou o gênero
            vai jogar the sims então, "o melhor rpg do mundo"
            espero que você se DIVIRTA com muita VONTADE de jogar algo que nem JOGO é
            E USO CAPS MESMO

          • Vou mesmo…

            Peraí, Não!
            The Sims é uma merda de rpg, por que eu jogaria?

          • vc nao vai jogar pq nao é um rpg….

          • O jogo ser ruim faz dele automaticamente um não RPG?
            Gostei dessa ótica.

          • não, vc nao vai jogar pq vc está buscando um rpg e ele nao é um rpg!
            já falei, desisto!

          • Win!

          • vai la e compra seu the sims 3 no humble bundle novo https://www.humblebundle.com/

          • Peraí, 5 dolares sumiram da minha conta e eu agora tenho Mirror's Edge e uns outros joguinhos, o que aconteceu?

          • vc clicou no link =/

          • I didn't even…

    • nah… nem tanto…
      FFXIII está longe de ser O MELHOR até hoje, a personagem ser "lésbica" não sustenta o fato uhauhauha
      E god of war é um hack'n'slash desembestado. Zelda tem pontos parecidos com GoW sim, mas ainda assim é um game onde vc deve explorar mais o mundo, desvendar puzzles, travar batalhas, completar sidequests fora a sua quest principal, além de possuir planos de fundo tão complexos quantos boas tramas de rpgs. Sem querer questionar a importancia e o quão divertido é God of War mas ainda os considero jogos beeem diferentes =)

  • Bem legal o cast, legal cada um expor sua opnião e seu gosto, afinal isso que gera a vontades de experimentar novos games.

    Como sou jogador principalmente de PC (e agora 3DS), não tive muitas opções de JRPG, mas um que joguei bastente e é uma experiência interessante para quem quer algo do gênero no PC é The Last Remnant.

    Já estava sentindo falta da menção de The Witcher, mas falaram no final do cast.

    • The Last Remnant eu nao joguei ainda, mas ouvi varios amigos falarem bem dele =)
      vou até anotar aqui no meu backlog =D
      vlw pelo feedback!

    • Te recomendo a emulação, foi como conheci a maioria dos jRPG que curto =3

      • Emular PS3 é trampo, das gerações passadas já joguei qse todos RPG que queria.
        Vai aqui umas recomendações de RPG p/ cada geração que experimentei:

        SNES: Ogre Battle
        Mega Drive: Shinning Force
        N64: Ocarina of Time (Se vc considerar RPG, senão não tem nada que preste )
        PS1: Final Fantasy X
        PS2: .Hack G.U. (Um dos melhores RPG que já joguei, recomento muito)

  • Maaas, então, já ouvi todas as fichas caindo e agora vamos aos comentários relevantes!

    Mais uma vez tenho que elogiar a Dream Team ae! Galera que manja do RPG já dispensa comentários, mas parabéns pro Beto, porque a principio pensei que ele ficaria sobrando no assunto, mas foi muito bom ter colocado um "hater" de rpg nesse episódio porque ele geralmente é o primeiro a apontar as falhas reais dos RPGS atualmente. Só fiquei de cara que entrou dizendo que não joga quase nada de RPG mas todo jogo que comentam ele diz que já jogou! Pô, que hater é esse?

    Também paguei mó pau pra trilha sonora desse continue. Orgasmos múltiplos e tridimensionais ouvindo End of the Millenium!

    "Farmar gol de cabeça" foi genial e eu prevejo a Natchy jogando Fifa até o fim do Continue 0

    Ah, Beto! Tu não gosta de parede invisível então pode ver pra mim se dá pra pular na plateia no Fifa, por favor?

    De qualquer forma, Dark Souls é FODA!
    Achei genial como todos os argumentos que Beto usou pra defender Skyrim são exatamente os que poderiam ter defendido Dark Souls. =3

    Confirmando coisas que o pessoal chutou:
    Sim, em FF1 tem túmulo do Link;
    Sim, Arena é o The Elder Scrolls 1.

    Enfim, dane-se se os jogos são bons ou ruins, mas eu fiquei felizão porque o Caio lembrou de Phantasy star e Pablo lembrou de Ragnarok.

    • Quem lembrou de Phantasy Star foi o Alex, se não me engano…
      Trilha sonora escolhida a dedo pelos jogos =)
      E sim, eu falei depois de cada argumento do Beto por Skyrim q o mesmo acontece em Dark Souls uhauhauha
      Vlw por complementar o/

      • É verdade, foi o Alex, memórias foram trocadas D=

        Esse jogo já foi importante pra mim antes mesmo de eu começar a jogar videogame, pois eu o via num guia que meu tio tinha e pirava nas descrições e nos mapas, interpretando a minha maneira. Pode-se dizer que eu joguei ele como RPG de mesa antes de jogá-lo como jRPG =o

    • FeroZ 3 anos atrs

      Ah claro… Todo jogo de futebol tem jogador pulando na platéia… Eu hein.

      • Com certeza, porque todo herói acha mais importante pular uma cerca ou fugir do continente do que salvar o mundo.

        • Não é questão de achar importante. No é inerente ao estilo do RPG a exploração. SEMPRE se quer explorar mais. Daí do nada não se pode ir em uma passagem porque tem uma parede invisível?! Que coisa escrota.

          Sem contar que o cara mata dragões, monstros gigantes, anjos, demônios, mas tem que dar uma volta gigantesca porque não consegue derrubar ou pular uma cerquinha de merda. Patético isso.

          • Há Fred que discorde desse "sempre", mas, de qualquer forma, entendo seu ponto de vista.
            Só que ainda quero saber se posso pular na plateia.

          • Pular na platéia não tem a ver com jogar futebol. Ninguém faz isso num jogo real.

            Já em uma aventura em busca de salvar o mundo, quanto mais rápido chegar ao objetivo melhor. E não conseguir derrubar uma cerca pra isso é tenso.

          • Eu faço isso no futebol, mas ninguém mata dragão na vida real (exceto algumas pessoas em komodo).

            Você só salva o mundo sozinho em histórias de fantasia, onde você tem que cumprir uma jornada e se você pular uma parte quer dizer que você ainda não está pronto pra concluí-la.

          • vc nem joga futebol Chi !

          • Mais um motivo pra eu fazer isso no futebol!

          • sem argumentos. Dou a vitória para o EcKs
            Se não joga games de futebol (nem pratica o esporte), não pode criticar =P
            Don't be a troll huahuahua

          • Quem é você pra dizer que o EcKS ganhou? Eu não estou competindo por nada, se ele quer pontinho, beleza, tem o meu pontinho.

            E quem é você pra dizer que eu estou criticando?
            Eu estou desde o começo questionando se, afinal, dá pra pular na plateia no Fifa.
            Se vocês me esclarecessem essa dúvida, eu ficaria satisfeitíssimo, já não tenho acesso ao jogo para testar eu mesmo.

            E, enfim, quem é você pra dizer que eu não devo ser um Troll?

          • I AM THE LAW =P

          • Opa, prazer em conhecê-lo.

          • opa, muito prazer
            diga pro seu nucleo que gosta de trollar os jogos de futebol q ele nao me vencerá XD

          • Isso não é uma competição!

            Mas, de qualquer forma, o núcleo foi comunicado =]

          • como não??? Não está disputando entao???
            GANHEI !!! Toma essa seu nucleo troll !

          • Sim, você ganhou.
            Pode pegar seu bolo.

          • ¬¬
            nao caio nessa 2x

          • Que pena, está delicioso.

          • não… não sou idiota =)
            Mas é de que o bolo? Tipo… só pra saber, eu nao quero…

          • Tava pensando numa resposta inteligente e irônica, mas acho melhor responder que é chocolate, porque tem de ser de chocolate.

          • ok, nao vou cair nessa 3x…
            me da um pedaço aqui

          • Cara, tava pensando em parar o assunto por aqui pra não encher seu site de conteúdo desnecessário, mas fiquei curioso pra saber o que acontece com o template quando acaba espaço pro texto, me permite?

          • a vontade =P

          • Cool! Quantos caracteres será que ainda cabe?

          • FeroZ 3 anos atrs

            Essa foi a coisa mais maluca que eu já vi em comentarios de podcast.

          • Obrigado, é uma honra!
            Eu acho.
            Btw, pelos meus cálculos, cabe mais uns 6 parents antes do site explodir em bugs.
            Certeza que isso é seguro, Diego?

          • to nem ai, manda ver

          • Botões já começaram a explodir, tá ficando divertido =D

          • Bom, se ninguém vai me ajudar nessa nobre missão, tenho que terminar sozinho

          • Vai acabar logo

          • em 5

          • 4

          • 3

          • 2

  • Eduardo Silva 3 anos atrs

    Acho que não consigo definir quem é o melhor: Neverwinter Nights ou Baldur's Gate
    Qualquer um dos 2 é excelente e me garantiu muitas horas de diversão.
    Eu gostei dos Final Fantasy 13 e 13 -2, claro que eles tem seus defeitos mas no fim das contas foi divertido jogar (embora tenha achado o final do 13-2 um pouco frustrante)
    E acho que a graça de Dark Souls num é ele ser difícil, é o fato dele não te "pegar pela mão", você pode ir pra qualquer lugar e de qualquer jeito a qualquer hora, cabe a você decidir se vale a pena.
    Mal comparando seria como Megaman, você pode enfrentar qualquer chefe mas seria melhor se tivesse uma determinada arma pra facilitar o serviço.

    • Nossa, comparação com MegaMan é perfeita. Ninguém diz que você vai ser estuprado pelo chefe errado se não tiver a arma certa antes…
      Se me permitir, usarei essa analogia sempre…

    • huuum de certo modo sim, só que mega man é mais simplificado
      em dark souls vc tem um BILHÃO de armas uhauhauha o que gosto em dark souls é de discutir com a comunidade como cada um vivenciou as batalhas e os lugares =)

      • Eduardo Silva 3 anos atrs

        Sim, por isso disse mal comparando.
        Mesmo porque, Dark Souls é um rpg, se não tivesse 1 bilhão de armas seria meio estranho.
        E até mesmo nisso há diferenças, não existe A arma no jogo, cada um prefere uma pelo peso/ataque/velocidade do golpe. Assim como não existe uma armadura definitiva.
        Mas de fato, já zerei Dark Souls algumas vezes (2 delas matando tudo que era possível) e até hoje encontro detalhes que ainda não havia notado.

  • Dae galera! Aqui é o João, e tenho um podcast de games também =D
    Bom, o cast foi ANIMAL, teria muito pra comentar. Vontade mesmo de estar ali conversando c vcs.
    Sobre Zelda ser RPG, o q eu acho: É sim um RPG, porque ele nasceu com o espírito do estilo: a vontade de explorar um cenário grande, entrar em dungeons (o q é totalmente "RPG"), derrotrar os bons, e a evolução através de itens. Chega de achar que RPG tem que ter um porra de numerozinho dizendo qual seu level. Isso não prova nada; Link evolui através da sua JORNADA, o que é muito legal. Outra coisa: O fato de poder escolher o nome de Link, tem tudo a ver com ele ser o herói do tempo, pois em muitos jogos da série vc é um garoto que herda o posto de herói do tempo, e não o mesmo Link de sempre. Os jogos Zelda são muito diferentes de Final Fantasy e Dragon Quest, por ex, mas pra mim ele tem o espírito de um RPG.

    Sobre os J-RPGs terem uma história pre-definida e menos liberdade que os ocidentais, eu acho que isto deve se manter, pois eu gosto. Só p deixar claro que eu gosto muito de Skyrim, por ex, mas sinceramente, acho que os caras da Square por ex criam historias muito melhores do que as minhas ehhe. As vzs eu so quero um RPG de 40h que desenvolva uma boa historia e não force grinding (desculpa mas grinding pra mim é algo meio "retardado").

    É isso ai galera, excelente cast!

  • Poisony 3 anos atrs

    Eu acho que pelo menos o Pablo e a Natchy podiam ser convidados fixos em podcasts futuros (já que os outros convidados tão meio que ocupados demais com os podcasts de onde vieram, hahaha). Dá uma ideia neles aí, Diego. Achei ótimo o último.

    Baixando!

    • opa Poisony, essa dupla ae tb é ruim de chamar que dói. Quer dizer, a natchy é até mais fácil, mas o Pablo, acredite, eu tento bastante!
      dps mande o feedback desse cast =)

  • Bigode Himura 3 anos atrs

    Thank you for helping us help you help us all

  • Ogro Himself 3 anos atrs

    Minha opinião quanto a polemica Zelda RPG ou não-RPG é a seguinte: Zelda FOI um RPG, e não é mais. Mas não foi Zelda que mudou (porque Zelda é sempre a mesma coisa) foi a definição do que é um RPG.

    Houve uma época que os jogos não tinham uma "progressão de personagem". Todos poderes e habilidades eram os mesmos na primeira e na última fase do jogo. Nessa época, os jogos que tinham essa progressão, junto com outros elementos de exploração, investigação, história, etc podiam ser chamados de RPG. Incluindo Zelda.

    Mas outros jogos começaram a ganhar esses "elementos de RPG", sem ser RPG. Estou tentando me lembrar quem começou com isso, mas hoje é comum tu arrecadar algum tipo de "experiencia" até em beat-em-ups. Então os elementos que tornariam Zelda um RPG, já estão em TANTOS games que não o são, que acho que Zelda acaba entrando na categoria de Action ou Sandbox até.

    • O Symphony of the Night entra aí como RPG de Metroidvania/plataforma ou Plataforma/metroidvania com elementos de RPG?

      • complicado hein? ele tem muito rpg
        MUITO
        eu diria que ele é um subgenero… vc tem lvel, evolução de personagem, customização, exploração, sidequests…

        • Poisé, bons tempos que RPG era apenas um "jogo de interpretação de papeis"…
          Tinham que inventar o videogame pra complicar tudo!

  • Vings 3 anos atrs

    Saudades de ouvir um podcast daqui <3

  • alex_seph 3 anos atrs

    Alguns dias antes da gravação do cast eu tinha montando uma lista de RPG's desta geração que, na minha opinião, tiveram algum tipo de relevância.

    Para não desperdiçar isso, segue o link da lista para quem tiver interesse, são jogos que valem a pena conferir.
    https://docs.google.com/spreadsheet/ccc?key=0AqQl

    • Sujeito organizado é outra coisa

      Mas olha, verdade… Os remakes de FFIII e FFIV pra DS são dessa geração =O
      To the moon vai entrar pra essa lista? =3

  • sergio 3 anos atrs

    muito bom o programa continuem assim pessoal!

  • Allan Yutaka 3 anos atrs

    Ola pessoal, sou novo no Cast… E estou ouvindo e ja vou postando sem ter terminado de ouvir kkk Cara Chrono Cross foi meu primeiro RPG, e o melhor na minha opiniao… Tanto q comprei ele na PSN… E sim… Chrono Cross tem a ligaçao com o Chrono Trigger…. Tanto q o proprio jogo n deixa vc trocar o nome do Serge, para Crono (personagem principal do CT)… Joguei o CT tbm… Muito foda… Gosto da arte dos dois jogos… Pra mim e foda! Mas foi graças ao CC q joguei muitos RPGs e virei fã do genero… Como por exemplo Legend of Legaia, Final Fantasy, Thousand Arms, Eternal Eyes, Suikoden… Entre outros.. No caso do Suikoden, so joguei o primeiro… Zerei… E achei muito foda!
    Ja nessa geraçao… So tive a chance de jogar os ocidentais e meu favorito e o Skyrim kkk
    Parabens pela escolha do tema, e depois eu posto se gostei ou n do cast… Assim q eu terminar de ouvir kkkk

    • Bem vindo =D
      Começou pelo lugar certo =3
      Se quiser explorar, recomendo ir clicando nas sidequests que aparecem ao fim de cada post, nunca se sabe aonde você pode parar =o

    • vlw Allan! O próximo tema promete muito tb!
      Já que é novo por aqui, te recomendo os outros podcasts do site tb! Espero que curta! Abs!!!

  • Ótimo cast, excelente discussão sobre RPG's dessa geração. Os RPG´s marcantes dessa era PS3, XBOX 360 e Wii foram com certeza os ocidentais, com mais elementos de action, equanto os JRPG's ficaram para nichos.
    E aos outros jogos dessa geração, se notarmos, vinham sempre com algum elemento de rpg como, progressão de personagem, ou de nível. E a única característica que diferenciava um jogo de ação normal para um RPG era o fato de que o jogador poderia ter momentos de decisão que criavam uma ilusão de controle.
    E um dos Jogos mais influentes do gênero foi o "The Elder Scrolls IV: Oblivion" que foi lançado no começo da geração e mostraram um jogo de mundo aberto com varias possibilidades.

    • Obrigado Jorge! Realmente Oblivion foi um ótimo ensaio para Skyrim… Pena o pessoal ter comentado pouco dele =(

      • Acho que falaram o necessário, Oblivion deixou sua marca, mas tem muito mais pra se falar sobre Skyrim.

        A única coisa que merece ser adicionada sobre Oblivion é que dá pra se atacar no ar e na água!
        Ou seja, o Argonian inútil do Pablo não seria inútil em Oblivion…

  • Curti muito esse episódio apesar de RPG's não serem meus jogos favoritos.
    Engraçado que a discussão sobre o tema eu curto ouvir muito, mas quando eu sento e vou jogar mudar todo o patamar, não consigo me divertir tão a fundo (ps. estou falando dos tradicionais jogos de RPG de turno, pois eu tive uma fase negra em World of Warcraft ¬¬)
    E como complemento: Prefiro Dark Souls a Skyrim, MMO (mesmo nem jogando) a RPG de turno.
    Action RPG eu não lembro de ter jogado algum para avaliar :( LOL
    ABss

  • Natanael 3 anos atrs

    ótimo novamente…aguardando o 4.

  • Esses Continues estão ficando ótimos! Não vejo a hora de lançarem o próximo episódio!

  • marcel zeferino 3 anos atrs

    cast muito bom Pablo e Roberto tem uma química muito boa^^
    dark soul e skryim com certeza os melhores rpg desta geração
    sobre j-rpg se você considera psp um console desta geração tem j-rpg pra caralho
    sourth park é grande promessa

    ps:diego ou alguém ae me fala qual nome desta versão da musica do wild arms que toca 17:30, você coloca essa musica em podcast deste do nowloading e tava no dash desta semana também quero muito sabe o nome desta musica

  • vdomiciano 3 anos atrs

    Se esqueceram de falar do Valkyria Chronicles que é um dos melhores games do PS3 – ótimo rpg de estratégia com uma mecânica de shooter. Pena que a Sega restringiu as sequências para o PSP.

  • sapulha_himself 3 anos atrs

    Sem dúvidas o melhor rpg dessa geração é dark souls, quem fala que é ruim é porque deve ter apanhado muito. Skyrim, muito lixo, bugs, bugs e mais bugs, simulador de almoxarife.

  • Elton 3 anos atrs

    Muito bom o cast!! Puts, tbm admito que meu primeiro rpg foi o Phantasy Star IV de megadrive, bem la no inicio dos anos 90!! Mas na época eu nem sabia o que era RPG e fazia tudo meio sem saber o que eu estava fazendo!! E como assim vcs não lembraram dos Secret of Mana e Secret of Evermore? Esses foram os jogos que fizeram eu gostar de rpg!! Vale minha menção a Valkyrie Profile do PS1, sem duvidas o JRPG que mais joguei na minha vida!! Mas eu tenho que concordar com o Caio, meu rpg de todos os tempos melhor do mundo e tudo o mais é a trilogia Mass Effect!!

  • Esse podcast foi uma tardis na minha vida, me fazendo trafegar no tempo/espaço da minha mente. Que delícia cara.

    Então, o melhor rpg que já joguei na minha vida, VEJAM SÓ, também foi Ultima Online! o BUT, foi num servidor pirata, amador, com interpretação de personagem. Era um servidor brasileiro, com umas 40 pessoas, em que se era obrigado a interpretar o personagem. Pra você poder entrar no server, tinha que responder um questionário complicado, com perguntas difíceis sobre o lore do mundo e descrições específicas sobre a personalidade e objetivos do seu personagem. Fui reprovado umas três vezes antes de entrar, olha que eu sou rato de rpg de mesa.

    Naquele server eu joguei com o clérigo Dimitri e fundei a primeira religião criada por players lá. Foi disparado a coisa mais próxima do rpg de mesa que já joguei, isso aconteceu há vários anos atrás, mas lá fiz amigos que carrego até hoje. Me aprofundei bastante disso no cast de MMO no Café com Games, quem interessar, fica ái o convite.

    O servidor que joguei foi o FLS, ele AINDA existe, movido a Ultima Online, com interpretação. Infelizmente não volto a jogar por tempo, mas deixo aí minha recomendação.

    Parabéns, excelente cast e excelente elenco pra essa peça maravilhosa q foi esse podcast. Abraços!

  • Alderic 3 anos atrs

    Muito bom o cast! parabéns pelo excelente trabalho!

    1) O primeiro jogo de rpg que eu tive contato foi Might and Magic II: Gates to Another World (1989-1991) para o Sega Genesis, que era um rpg ocidental bem oldschool, do tipo: criei um grupo de personagens e mate monstros e faça algumas quest em um sandbox. Foi com esse jogo que eu comecei a aprender inglês. Logo depois conheci meu primeiro jrpg que foi o Shining Force II também para o Sega Genesis. Este era um jrpg tático, do tipo encontre vários personagens e forme um grupo a sua vontade.

    2) Existe um elemento curioso, os primeiros rpg eletrônicos eram muito mais focados em importar regras de rpg de mesa, ou criar as própria do que realmente história ou outros elementos. Parte era limitação de períodos anteriores, ou você tinha as "regras", o texto ou os gráficos, mas não os três juntos (tanto que vários rpgs antigos a maior parte da história e background, e em alguns até o diálogo, estavam no manual, pois não tinha como colocar no jogo). Estes rpgs eram mais focados em matar monstros e achar tesouros, a própria criação de personagem era algo muito mais complexo. Narrativa durante muito tempo era algo que se vi apenas no jrpgs e alguns rpg ocidentais (como a série Ultima, não o Online, mas a original, criada pelo Richard Garriot).

    3) Para mim uma série de rpg que considero muito importante era Might and Magic (os rpgs, não a série Heroes), era de um período que ainda se experimentava outros temas e combinações, tanto que junto com Wizardry (da Sir Tech), eram rpgs ocidentais que misturavam elementos de fantasia e sci-fi. O curioso é pensar que de um modo muito irônico, o sucesso de jogos como Baldur´s Gate (muito importante, mas era um fantasia mais padrão) contribuíram para que estes outros jogos fossem postos de lado (ou até mal vistos, no ocidente fantasia sempre teve uma visão mais rígida que no oriente).

    4) Depois com o ps one eu passei a gostar muito mais de jrpg, e ainda hoje continou sendo fãs de jrpg, apesar dos pesares, sinto que há algumas coisas que eles conseguem fazer muito bem, seja em temas (principalmente quando se pensa em jogos como xenogears) ou mesmo personagens (se pensar, talvez tenha me importado mais com personagens de jrpg do que os de rpgs ocidentais) ou estética.

    Alguns dos meus jrpgs favoritos: Lunar 1 e 2, Final Fantasy Tactics, Shining Force II, Xenogears, Star Ocean (ps one), Suikoden 1 e 2, Vandal Hearts II

    5) Falando em Wizardry, uma curiosidade: até onde eu lembro, os primeiros Wizardry foram a inspiração para os primeiros Dragon Quest que se tornariam os primeiros jrpgs (se eu estiver enganado, podem me corrigir).

    6) Vejo algumas pessoas, ás vezes se referindo ao Baldur´s Gate, como oldschool, mas tem coisa bem mais antiga e ainda bastante jogável e interessante de ser vista: Elder Scrolls II: Daggerfall (oferecido de graça pela Bethesa), Trilogia Realms of Arkania (GOG, ignorem o remake no steam, fiquem com o original), Trilogia Ishar (GoG, é bem estranho e para ser bem sincero muito ruim, mas vale pelo valor histórico), os antigos jogo de Dungeons and Dragons produzidos pela SSI, como os de Darksun, Ravenloft, Dragon Lance, trilogia Eye of the Beholder, ect….- pena que é bem difícil acha-los. E claro, a série Ultima (GoG, talvez ignorem o último Ultima, é considerado o pior em todos os sentidos), Might and Magic (GoG) e Wizardry (GoG, pena que até o momento só tem o 6,7 e 8).

  • Poisony 3 anos atrs

    Tá muito legal esse resgate da geração que tá acabando. Tristemente eu admito que nunca foi um estilo que eu gostei muito, seja ocidental ou oriental (meu primeiro foi o Phantasy Star em português, no Master), mas os que eu joguei me marcaram: Chrono Trigger, Chrono Cross, Zelda Link to The Past, Final Fantasy VI, Final Fantasy X Breath of Fire… são jogos que com certeza me deixaram uma impressão muito boa do gênero. Eu gostaria de ser menos preguiçoso pra ele só, hahaha

    Parabéns pelo cast, tô curioso pra saber como encerra isso aí. :D

  • Biostalker002 3 anos atrs

    É NOISE PORRETE!! Que foda! Aproveitando bem as fichas, hein camaradas!

  • Haruki 3 anos atrs

    muito bom

  • Joguei em japonês, mas não foi um RPG, foi o Metal Gear Solid 1, no PS1.

  • Yuri Gnu 3 anos atrs

    Eu nunca tinha comentado aqui antes, ótimo podcast alias =D
    Só queria mencionar que por todo momento que vcs falaram dos RPG's que estavam esperando eu fiquei repetindo no meio da rua " POKEMON X&Y! POKEMON X&Y", poxa, não esqueçam dos pokemanos hehehe

    • uhauhauha verdade Yuri ! E o pior que eu disse que joguei muito na infancia!
      To esperando bastante ele tb =D

  • Kassius Prestes 3 anos atrs

    Mario Galaxy 2 é o melhor jogo da geração, concordo com quem falou!

  • Tavs_Batavs 3 anos atrs

    Phantasy Star do Master System – meu primeiro rpg …

  • Muito boa essa minissérie de podcasts, acabei de ouvir os dois e gostei bastante dessa ideia de discutir a geração.

    Meu primeiro RPG foi o Adventure do Atari ( ^ _ ^ ) e depois pulei pro SNES. Zelda, Final Fantasy 2(IV) e 3 (VI), Lufia 2, Mario RPG, Shadowrun, Breath of Fire 1 e 2, Secret of Mana, Chrono Trigger… Impossível colocar essa lista em ordem cronológica.
    Apesar de não achar Ultima Online o melhor RPG, entendo a paixão do Beto. A liberdade e quantidade de detalhes do jogo era impressionante. Quando joguei UO foi num servidor "privado"(meu eufemismo preferido) onde os jogadores tinham que criar todo o background do personagem no fórum do servidor para ter o cadastro aceito. O jogo ia se desenvolvendo sempre com essa interação entre o "in game" e os posts no fórum (cara, como eu tinha tempo à toa).
    Em alguma hora o Pablo comenta que queria ver a franquia Breath of Fire de volta. Para o bem ou para o mal, taí > kotaku.com.br/breath-of-fire-6-online/

    Minhas franquias preferidas dessa geração são as séries Mario Galaxy e Demon's/Dark Souls. Tiveram outros games com histórias fantásticas (Bioshock, Mass Effect) e cenas cinematográficas (Uncharted, Last of Us), mas o que pesa mais pra mim é sempre a jogabilidade, e nisso essas duas séries são perfeitas.

    Espero que saim logo os novos episódios do podcast e que o elenco se mantenha até o fim.

  • FeroZ 3 anos atrs

    Olá continuadores.

    Muito bom o cast, e faço alguns comentários aqui.

    O RPG que me iniciou foi Shining Force 1 do Mega. Virei fã da série na época, tendo zerado o 1 e o 2 no Mega, o 3 no Saturn e o remake do 1 no GBA. Muito bom.

    Entre os ocidentais, o que me cativou de começo foi Neverwinter Nights. RPG sensacional. Nunca tinha visto tantas possibilidades na criação do personagem quanto naquele jogo. E nem tantas missões. Joguei o 1 (com as 2 expansões) umas 30x. Fechei 100%, mesmo sendo um RPG gigantesco.

    Também sou muito fã da série The Elder Scrolls. Curiosamente, o primeiro que conheci foi o Arena, mas só fui virar fã depois que conheci Oblivion, e daí procurei todos os outros. Zerei todos. Arena, Daggerfall, Morrowind, Oblivion e Skyrim. Também excelentes. (O mais fechadinho é Morrowind. O melhor)

    Agora, meu favorito, sem SOMBRA de dúvidas é a série Knights of the Old Republic. Fico triste quando citam Mass Effect como melhor RPG ocidental e não lembram do jogo que serviu de base pra ele. O 1 dispensa comentários. Jogo quase perfeito. Já o 2, apesar de ter melhorias técnicas, ficou quebrado porque teve problema com prazo de lançamento, e saiu faltando partes. A história acabou ficando com buracos.

    Entretanto, recentemente (2012 salvo engano) fãs terminaram o mod de restauração completa do KotOR 2. Ficou fantástico. Todas as pontas soltas foram fechadas. Tem novas cutscenes, novo planeta, a fábrica de droids, diálogos reinseridos. TUDO que era pra estar no jogo mas não estava, agora está lá. Recomendo demais. São 2 mods. O TSLR Mod e o M4-78 Mod.

    Com o Kotor 2 restaurado, posso dizer que a série KotOR chuta bunda de quase todo RPG até hoje. Lembrando que se todo mundo babou com o plot twist de Braid; KotOR fez isso muito antes.

    Então, na minha lista de top 5 RPGs fica Série Kotor > Série The Elder Scrolls > Série Neverwinter Nights > Shining Force > Fire Emblem.

    Bom, desculpem o comentário gigante, mas é isso. (NÃO deixem de jogar KotOR 2 restaurado, é fantástico).

    Abraços.

    • Concordo. KotOR não é só uma das melhores séries de RPG de todos os tempos. Mas uma das melhores séries de modo geral.

      Com a restauração KotOR 2 ficou no mesmo nível do anterior, tornando a série ainda mais top.

      A única coisa chata é a dificuldade pra se jogar nos windows acima do XP. Tem que fazer uma gambiarra danada. haha

      KotOR > All

    • Lionel 3 anos atrs

      KotOR merecia um podcast. Pena que nenhum site brasileiro se dispôs a fazer.

      • concordo, o meu medo é não atender as expectativas do publico pq eu nao conseguiria hostear um podcast desses, eu nao sou fã o suficiente de star wars para isso XD

        • FeroZ 3 anos atrs

          Aí diego. Sei que vai soar absurdo e nem precisa comentar aqui se não quiser. Mas se eu me achava fanático pelo jogo, tenho um primo que mais ainda. Ele sabe tudo sobre a lore de KotOR (incluindo TOR) e também é fã de SW de um modo geral. Na verdade, acho que é a única coisa mais nerd que ele gosta mesmo.

          Se você resolver fazer um podcast sobre o tema, acho que ele pode te ajudar. Ele inclusive já grava podcast, então sabe mais ou menos como funciona a coisa. (Apesar do podcast que ele grava ser sobre MMA no mmabrasil.com.br, não ter nada a ver com o assunto).

          Te garanto que conhecimento sobre a história do jogo e por trás dele (desenvolvimento, etc) não vai faltar. Eu acho que já zerei o kd jogo umas 10 vezes. Ele deve ter zerado umas 50. Joga até hoje.

          Se quiser, sei lá, bater um papo com ele pra ter umas idéias, ou até fazer um teste pra ver uma participação, ou só tirar dúvidas mesmo, posso te passar algum contato tipo skype, etc.

          • opa Feroz, até acredito que o cara deve ser bom, o meu medo é justamente eu nao saber controlar um cast sobre o assunto, como host eu tenho q estar preparado pra isso =(
            Por enquanto nao pretendo fazer um cast sobre o assunto nao, ainda mais mexendo com a fanbase de SW, eu nao me sinto seguro ainda =)
            mas se um dia fizer, procurarei seu primo!

          • FeroZ 3 anos atrs

            De boa. QQ coisa só dar o grito.

          • Gordinho do baixaki 3 anos atrs

            Man , eu curto muito mma e acompanho o mmabrasil a algum tempo , se não me engano você também participa do " It´s Time " também não é ?
            Quem da equipe é seu primo? O Tintin ?

          • FeroZ 3 anos atrs

            Não. Eu sou Fernando, o Everardo que é meu primo mesmo. Eu uso o Gravatar dele pra comentar em tudo que é podcast porque não sabia criar o meu. Ou seja, esse é compartilhado.

  • Gordinho do baixaki 3 anos atrs

    Joguei FFXIII e Skyrim quase simultaneamente , fazendo somente as jornadas principais , terminei primeiro Skyrim ( +- 27 horas ) , depois de uns 10 dias terminei FFXIII ( + de 50 horas ) .
    Minha opinião : FFXIII é muiiito melhor . melhor historia ( sim , a historia e personagens de FFXIII são excelentes ) tecnicamente FF13 é um dos melhores e mais bem acabados jogos desta gen , gráficos lindos , som envolvente … O sistema de batalha é até covardia comparar com Skyrim ( Skyrim tem sistema de batalha ? ) .

    Já Skyrim tem uma historia principal clichê e fraca , personagens carisma zero , gráficos mal acabados , bugs aos montes e o pior : movimentação e sistema de batalha da época do PS1 ( e olhe lá , tem coisas melhores no PS1 … ) .
    Os personagens parecem robôs enferrujados se movendo , nas batalhas você não consegue ter certeza se esta acertando o inimigo realmente , já que a animação é mal feita e parece que está sempre acertando o ar , para ter certeza temos que ficar olhando para a barra de energia do adversário … E os tão falados dragões de Skyrim ? São ridículos , fáceis demais e são todos iguais em aparência e força , tanto faz se você enfrenta o 1º dragão do jogo ou o ultimo chefão dos dragões , a estratégia para derrotá-los é a mesma .
    SPOILER : Inclusive a ultima batalha das quests principais é ridícula : você sai em uma jornada para juntar os maiores heróis do mundo do jogo para uma ultima batalha , ai pensa : deverá ser uma batalha épica , mas quando chega na tal batalha , o dragão final tem exatamente a mesma barra de energia , os mesmos ataques e morre do mesmo jeito que qualquer ouro dragão que já tenha enfrentado sozinho no jogo !
    Não entendo tanta adoração por Skyrim , é um bom jogo , mas não essa obra-prima toda pintada pela maioria da imprensa gamer .

  • Relevante ao Continue: http://youtu.be/uADySDPSRrA
    Rolou um aperto no coração até pra mim que não tenho nenhum dos consoles…