Quem tem mais de 25 anos com certeza cresceu vendo Power Rangers; quem é mais velho (eu!) cresceu numa geração ainda mais roots, com direito a todo tipo de Tokusatsu / Super Sentai: defensores da galáxia, portador da espada olímpica, policial cibernético… bebendo dessa (e de muitas outras fontes, como Portal e Mass Effect) Guillermo del Toro dirigiu um dos melhores filmes que tive o prazer de assistir: Círculo de Fogo (Pacific Rim). Se eu tivesse visto esse filme na minha infância, teria saído do cinema DOIDO pra jogar a adaptação pros consoles da época. Daí eu pergunto: o que houve com as boas adaptações de filmes para os videogames?

Tenho certeza que jogou os consoles de 16 bits sente falta das adaptações de filmes para os consoles. E pra quem pensa que são ‘joguinhos’, eu desafio a tentar conseguir uma cópia de ‘O Rei Leão’ ou ‘Aladdin'(disponivéis para Super Nintendo, Mega Drive e PC). E não eram só filmes: temos ótimos jogos de lutas de Yuu Yuu Hakusho, RPGs de Ranma ½, Guerreiras Mágicas de Rayearth. Dragon Ball teve jogos de luta (Super Nintendo / Mega Drive), RPGs (Super Nintendo) e um dos melhores Beat’m ups que já tive o prazer de jogar (Game boy Advanced). E o que dizer da adaptação de Jurassic Park (Mega Drive), que mescla o filme e o livro? Talvez tenha sido o jogo que mais finalizei no meu mega III…

gfs_110478_2_1

Dragon Ball Z Super Saiya Densetsu, um dos três (!!!) jogos de RPGs de DBZ disponíveis para o SNES

A geração seguinte também trouxe várias adaptações boas. Como não lembrar da febre que Golden Eye (Nintendo 64) causou? A adaptação de The Warriors (PS2) também é bem elogiada, bem como a adaptação de Batman Begins (Xbox / PS2 / Game Cube)… Mas nem tudo são flores. Lembram do Spawn (Psone)? E as tentativas de trazer Matrix para os consoles?

Acho que um dos problemas é a tal da internet. Com ela as informações vazam mais fácil, e quanto mais gente ficar sabendo do roteiro de um filme, maior é a chance dessas informações virem a público. Assim fica difícil de produzir um jogo que depende do trabalho de centenas de pessoas – não que spoilers de jogos vazem mais que os de filmes… Outro detalhe é o custo elevado para se produzir um jogo nos tempos de hoje: os gastos com produção, distribuição e divulgação dos jogos estão beirando os orçamento milionários de Hollywood. E as distribuidoras continuam reclamando dos lucros, impondo DLCs, sequências…

Talvez eu seja só uma pessoa reclamando na internet. Talvez não. Mas, apesar disso tudo, a falta de adaptações tem uma vantagem: se um estúdio está ocupado com a produção de um jogo baseado num filme/quadrinho/mangá/livro/cartoon, é menos um estúdio a desenvolver alguma coisa nova. E eu tenho quase certeza que, se tívessemos um ‘Batman: The Dark Knight’ ele seria muito diferente da série Arkham…

E se você quiser saber mais de adaptações de quadrinhos para os jogos, que tal dar uma lida na Gamics?

Bruno Esteves

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

4 Comentario(s)

  • gordinho do baixaki 3 anos atrs

    WAAARIOOORRRSSSS COME OUT TO PLAAAAAAYYIIIEEAAYYYYYYY !!

  • MateusAjax 3 anos atrs

    CARA PRA MIM THE WARRIORS É UM DOS 3 MELHORES JOGOS DE PS2 E XBOX ( ainda n joguei o de psp ) deviam colocar ele na live , como fizeram com o gta san andreas , burnout 3 , fable 1 , etc…

    • O de PSP é praticamente igual as versões de console doméstico, apenas com a redução básica na qualidade gráfica. É divertido, mas a falta do segundo analógico é um problema.

  • Cara com certeza foi The GodFather para o PS2…..lembro que eu joguei muito aquele jogo…ficava horas tomando na marra os pontos das familias rivais…nem me preocupava em fazer a historia principal…qdo não tinha mais o que fazer fui fechar o jogo!!!