Essa semana quem nos envia seu review é Onirê Morais, com um jogo filosófico e gratuito.

Apresentação

Quando Socrates, um contador avesso a filosofia, e sua filha Ari, uma estudante de filosofia apaixonada pelos seus estudos – assim como todo o resto de sua família – encontram casualmente um vendedor de repelente para veados, Ari decide dar um basta na incapacidade de seu pai em discutir e negar pontos de vistas de outras pessoas e, pegando emprestado elementos diretamente do dinâmico Phoenix Wright, a visual novel educativa de Connor Fallon e Valeria Reznitskaya faz um excelente trabalho, tanto mostrando que jogos educativos e diversão não são duas ideias que odeiam a si mesmas, como mostrando o valor da retórica e da filosofia para seus jogadores, quer eles conheçam esse valor, quer não.

Esclarecendo…

Após um acidente de carro bastante irônico, Socrates e Ari vão parar no mundo das ideias. Para saírem de lá, Socrates deve achar a resposta de uma questão aparentemente sem solução, em um gameplay constituído de sequências de conversas com figuras filosóficas famosas, trazendo as mais variadas questões, indo desde religião até o modo como vivemos. Socrates deve analisar os argumentos apresentados por esses personagens, para tentar achar a resposta que procura. Para isso, Socrates pode pedir aos seus adversários evidências que suportem sua lógica, verificar a relevância de seus argumentos ou pedir uma análise mais profunda de tal argumento por meio de um esclarecimento da mesmo. Assim, Socrates vai adquirindo ideias que podem ser usadas para contra-argumentar algum argumento mal colocado pelo seu adversário, preenchendo sua barra de credibilidade. Se essa barra ficar totalmente vazia é game over.

E sua relevância é…

dora_socratesjones_3Por trás de todo esse gameplay, uma bela arte bastante colorida e personagens muito carismáticos (alguns até caricatos), Socrates Jones é um jogo sobre ensinar-nos como discutir de maneira saudável com pessoas no dia a dia, e nos fazer refletir sobre o preconceito da sociedade em relação a discussões inteligentes, que podem levar a diversos resultados bastante produtivos. Discussões essas ignoradas não apenas pelos trolls, mas por várias pessoas cuja opinião é a de que reflexões tem hora e lugar para ocorrer, e esses com certeza não são na correria do dia a dia. O jogo faz tudo isso ao mesmo tempo que mantêm-se divertidíssimo, mostrando novas ideias e reflexões ao decorrer de seus seis capítulos, em que o jogador pode, ou não, terminá-los com novos pensamentos.

O jogo é gratuito e está em vários portais de jogos online na internet, dentre eles o Kongregate.

Aos interessados, Connor postou um artigo no Gamasutra explicando o desenvolvimento do jogo nesse link!

Host do Last Hit, atração sobre League of Legends do Fênix Down. Videos, podcasts e futuramente muito mais.

Facebook Twitter 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

5 Comentario(s)

  • Daniel 3 anos atrs

    Esse jogo é praticamente o phoenix wright, só q de filosofia

  • joguei todo, e é extremamente didático ao mesmo tempo que os personagens te cativam, eu estou no meio dos estudos do vestibular e veio muito a calhar esse conhecimento filosófico.
    Se phonix wright é assim vou procurar algum pra jogar!

  • Olha que interessante. Nunca tinha ouvido falar, mas to na vibe das VN ultimamente vou dar uma olhada.

  • free minecraft codes friends