Olá galera!

Mais uma Gamics sobre mangá, mas com um tema um pouco diferente do usual. Não, nada de adaptação de J-RPGS ou algo dessa natureza. Hoje vamos trazer uma “adaptação” do outro lado da parede.

Muitos gamers tem como seu estilo favorito os games de luta, ou fighting games. Admita: você já passou horas jogando Street Fighter ou The King of Fighters com seus amigos, certo? Bem, como muitos também sabem, alguns players levam o game a outro patamar, para o lado competitivo e, posteriormente, para o profissional- em fighting games não é diferente, sendo que hoje a “elite” dos jogadores se concentra em Super Street Fighter IV Arcade Edition 2012, quarta versão do game que ressuscitou os FGs nessa geração.

Mas um pouco antes, na geração PS2, uma luta foi responsável por um novo boom de jogadores, podemos dizer que ali foi o estopim para uma nova geração de players:

Sim, Daigo Umehara, the Beast. O jogador responsável pela maior virada dos FGs do mundo até hoje. Seus feitos em diversos torneios rendeu a ele o status de lenda e, tal qual Ayrton Senna, por exemplo, a história do jogador está sendo transformada em mangá.

A Gamics de hoje é sobre o volume zero de Umehara: To live is to Game.

51BpXD82zJL._SS500_

Escrita por Itaru Orikasa e desenhada por Kengoro Nishide, o mangá narra a adolescência de Daigo, seu contato com Street Fighter 2 e um de seus primeiros desafios; É interessante ver como certas partes da vida de Umehara, sendo verídicas ou não, tomam um dinamismo muito bom graças a estética do mangá. Claro que o traço não é dos melhores, mas as personificações estão bem competentes.

img000002

Outro ponto bem interessante é que os autores não tem problemas em representar fielmente os locais de jogatinas típicas japonesas, desde os arcades da Sega até a tranposições bem fiéis das telas e sprites de SF2. A forma como Daigo supera seu primeiro grande desafio no jogo e a frustração que se segue também dão um ótimo tom do que está por vir.

11227_427673514004265_830718304_nO mangá pode ser lido aqui em inglês e vale muito a pena, e de acordo com imagens já divulgadas, é possível ter passagens como o patrocínio pela MadCatz, a amizade com Tokido e a “classificação” do jogador como um dos deuses japoneses dos jogos de luta. Acredito que a saga de Umehara até se tornar um jogador profissional seja algo que possa inspirar várias pessoas, em diferentes áreas, não só nos games. O mangá tem esse “poder” de fazer você se ver no personagem, e adaptando a vida de uma personalidade real só tem a agregar ainda mais hype para o que está por vir, seja verdade tudo o que aconteceu ou não.

Eu sou do Daigo. Muitos aqui já sabem que ando apanhando  participando de campeonatos de Street Fighter 4 por aí, e acho incrível como esses caras se empenham para descobrir as brechas do jogo e como trabalham duro para se tornarem os melhores. Por mais que não tenha ganhado nada nos últimos anos, Umehara é um exemplo de alguém que se tornou parte da história dos games e espero muito que esse mangá faça isso tomar ares mais altos (já pensou um anime baseado em pro players de fighting games?).

E é isso aí pessoas. Gamics curtinha, mas que eu gostaria muito de continuar a discutir nos comentários (afinal não quero ficar dando spoiler aqui, né?).

Até daqui quinze dias.

no images were found

Escritor frustrado e viúva da Sega, acho que sou o único que gosta dos amigos do Sonic (até mesmo aquele gato estranho do Adventure 2).

Facebook Twitter YouTube 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

13 Comentario(s)

  • Caraca, que timing perfeito Diorod! Fiquei no hype desse mangá quando vi um post do Majin na alvanista.com.br (aliás o FD tinha que já ter um perfil lá.fikdik ai pro Diego) ontem. Ele fez uma associação muito legal comparando o estilo o mangá do Daigo com um Hikaru no go sobre videogames.

    Sou fã do The beast tbm. Baixando pra ler AGORA!!!

    Valeu!

    • DioRod 3 anos atrs

      Pior que só me liguei de procurar o mangá por conta de uma postagem no Facebook dos manos, heheheh

  • Poisony 3 anos atrs

    Achei o desenho estranhinho também, mas curti bastante até onde li, hahaha

  • Tohno Shiki 3 anos atrs

    O engraçado que o desgraçado arrebentou o Xian e o Infiltration nas melhores de 10

    • DioRod 3 anos atrs

      E não ficou nem entre os 10 na Eliminatória da Capcom Cup!

    • Ogro Himself 3 anos atrs

      EVO é muito influenciada por momentum tb… se o cra vem num bom ritmo, ta com a mente focada, consegue ir melhor do que normalmente iria.

      Ja o Daigo é sempre THE MACHINE … joga igual nao importa a situacao

  • Ogro Himself 3 anos atrs

    Mesmo que ele nao tenha ganhado nada relevante nos ultimos anos, o Umehara ja atingiu status de MITO.

    Vou tentar acompanhar esse mangá

  • Meu ídolo, sou fã de apenas 2 duas coisas na vida Daigo e Sony

    Se ele não ganhar nada nos próximos 20 anos ainda vai ser o melhor

    No documentário da Capcom 25 anos de street o Justin disse:
    "Eu não sabia que aquilo era possível!" e começou a rir kkkkkkk

    No documentário é possível ver o Justin desesperado apertando botões sem entender oque estava acontecendo