Agosto foi um mês bem legal pra nós, o público gamer. O destaque ficou para a Gamescom, uma convenção no melhor estilo E3 / TGS / BGS, só que na Europa, e como toda feira desse tipo tivemos várias notícias e lançamentos. A mais ‘falada’ sem dúvida foi a data de lançamento do PS4: o console estará disponível a partir do dia 15 de novembro nos Estados Unidos e no dia 29 de novembro na Europa e Brasil; nada foi dito sobre o ‘resto do mundo’. Mas não vamos falar sobre a data de lançamento de consoles no Brasil – pelo menos não hoje.

Borderlands 2: Vita Edition.

Toda conferência de jogos é marcada pelo anúncio de X jogos para Y consoles, pois são os jogos E não a Console Wars que nos interessam, certo? Daí vem a Sony, apresenta ‘n’ títulos, entre indies e AAA, para o PS3, Ps4 e o PS Vita. Entre eles nós temos uma versão de The Binding of Isaac, Borderlands 2 e Rogue Legacy. E o que esses 3 jogos tem em comum? Ambos já estão disponíveis no mercado em outras plataformas.

Muita gente se pergunta qual o motivo de re-lançar jogos que já existem em novos consoles. Além de ser mais um ‘gasto’ com o port do jogo para uma nova plataforma, só consigo entender que seja uma adição a biblioteca inicial do console. Mas vamos ser sincero: quem vai comprar um jogo que já temos nessa geração, certo? E esse é o pensamento ‘errado’. Não podemos considerar que ‘nós’, público que lemos blogs, revistas e escutamos podcasts, somos todo o público. Arrisco dizer que nós somos uma parcela bem pequenina dos consumidores de jogos.

Pensando nisso, fui até o VGChartz e fiz umas ‘buscas’ e vi uns resultados bem interessantes. Pra quem não conhece, o VGChartz.com é um site que reúne o ‘total de vendas’ de jogos e consoles; nem de longe ele é uma fonte ‘confiável’ de dados, pois não consta com vendas de mega redes como walmart e nem as de serviços online, como o Steam, Live ou PSN. Se alguém quiser dar uma olhada mais a fundo sobre como o site consegue os núeros, veja a metodologia deles direto no site. Mas, de qualquer forma, é melhor ter esses números do que não ter nenhum, certo? Só para vocês terem uma noção, vejam os gráficos de venda de consoles, praticamente um ‘TOP 25 Consoles mais vendidos’ até hoje.

gfs_110478_2_1

Os 25 consoles mais vendidos da história. Fonte: VGChartz

Então o que eu fiz foi ‘buscar’ 2 jogos que saíram primeiro para os consoles da geração atual (PS3 / Xbox 360) e comparar a venda com as de WiiU, o primeiro console da 8ª geração. E os resultados são, no mínimo, curiosos.

Batman: Arkham City

Batman: Arkham City é um ótimo jogo da Rocksteady, lançado em outubro de 2011 para os consoles da Microsoft e da Sony e um ano depois para o WiiU. As vendas você pode ver no gráfico abaixo.

gfs_110478_2_1

Vendas de Batman: Arkham City. Fonte: VGChartz

Em primeiro lugar eu fiquei assustado com as ‘baixas’ vendas de PC, mas aí lembramos que as vendas online podem não ter sido computadas – ou seja, não estão aí as vendas do Steam/GOG/Green Man Gaming/Nuuvem. Depois disso, vemos que o jogo vendeu quase meio milhão de cópias a mais no PS3 quando comparamos com as vendas do Xbox 360 – lembrando que os dois consoles tem uma base instalada praticamente instalada. Com esses dados, podemos considerar que ‘aproximadamente’ 5% dos jogadores de Ps3 e Xbox 360 compraram esse jogo. Já no WiiU foram vendidas 160 mil cópias – ou seja: 4.6% dos donos de WiiU possuem Batman: Arkham City. Praticamente o mesmo número, certo?

Mass Effect 3

O polêmico shooter em terceira pessoa da Bioware foi lançado em Março de 2012 para Xbox 360 e PS3, e em Novembro do mesmo ano para WiiU. Veja os gráficos de venda:

gfs_110478_2_1

Vendas de Mass Effect 3. Fonte: VGChartz

E então temos um dado curioso: A versão de Xbox 360 vendeu mais que o dobro que a versão de PS3 e esta vendeu, proporcionalmente, menos que a versão de WiiU!

Conclusões?

Vale lembrar que a gente não pode considerar somente essas ‘proporções’ para analisar qualquer coisa; o custo de port, por exemplo, não tem como ser ‘ratificado’ nessa equação maluca. Na verdade eu queria ter uns 20 ou 30 títulos para poder fazer essa comparação, mas infelizmente isso não vai acontecer… até porque grande parte dos jogos já lançados que foram anunciados para Ps3/Ps4/Ps Vita são indies exclusivos de PC – e como nós vimos, as vendas de PC não são bem representadas nesse gráfico.

Ou seja, não chegamos a conclusão nenhuma. Ou será que chegamos?

Bruno Esteves

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

1 Comentario